Topo

Com 3 taças no trabalho atual, Ceni só perde para Mano e Renato na Série A

Thiago Ribeiro/AGIF
Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Do UOL, em Santos (SP)

30/05/2019 04h00

Pouco depois de começar a carreira fora das quatro linhas, Rogério Ceni já começa a alcançar números relevantes no futebol brasileiro. Com a conquista da Copa do Nordeste na noite de ontem, ele chegou a três títulos pelo Fortaleza e passou a ser o terceiro técnico com mais taças entre todos os trabalhos em andamento na Série A do Campeonato Brasileiro.

Logo em seu primeiro ano no time cearense (2018), Rogério Ceni faturou a Série B com duas rodadas de antecedência. Já na atual temporada, conquistou o Campeonato Cearense após duas vitórias sobre o rival Ceará na decisão. Na Copa do Nordeste, chegou à trinca.

Entre os trabalhos atuais dos técnicos da Série A, Rogério Ceni só fica atrás de Renato Gaúcho, do Grêmio, e Mano Menezes, do Cruzeiro.

Renato Portaluppi assumiu o comando do Grêmio em setembro de 2016 e, desde então, conquistou seis títulos: Copa do Brasil 2016, Libertadores 2017, Recopa Sul-Americana 2018, Campeonato Gaúcho 2018, Recopa Gaúcha 2019 e Campeonato Gaúcho 2019.

Já Mano Menezes voltou ao Cruzeiro ainda antes, em julho de 2016. Até aqui, são quatro taças acumuladas: Copa do Brasil 2017, Campeonato Mineiro 2018, Copa do Brasil 2018 e Campeonato Mineiro 2019.

Boa parte dos técnicos dos times da Série A ainda tem um trabalho recente e sequer chegou ao final de um campeonato desde que assumiu o comando da equipe. Ainda assim, não dá para ignorar o sucesso de Ceni como comandante: são três conquistas em apenas quatro campeonatos que o treinador disputou até o fim. Além dos títulos, soma-se o Estadual do ano passado, no qual foi derrotado pelo Ceará.

Se colocarmos em questão a trajetória total dos treinadores pelos clubes em que estão, outros dois técnicos da lista deixam Rogério Ceni para trás. Luiz Felipe Scolari, por exemplo, fica com seis taças pelo Palmeiras, entre elas duas Copas do Brasil (1998 e 2012) e a histórica Copa Libertadores de 1999. Fábio Carille levantou quatro troféus pelo Corinthians, entre eles o Brasileirão de 2017. Porém, os dois currículos não foram construídos somente na passagem atual e somam também trabalhos anteriores no comando das respectivas equipes.

Na atual temporada, o Fortaleza de Ceni ainda disputa outras duas competições: o Campeonato Brasileiro, no qual ocupa a 14ª colocação, e a Copa do Brasil, em que está nas oitavas de final - na ida, empatou com o Athletico Paranaense no Castelão.

Rogério Ceni coloca a mão na massa para crescer com o Fortaleza

UOL Esporte

Títulos dos técnicos da Série A no Trabalho Atual*

RENATO GAÚCHO (GRÊMIO)

6 títulos: Copa do Brasil 2016, Copa Libertadores 2017, Recopa Sul-Americana 2018, Campeonato Gaúcho 2018, Recopa Gaúcha 2019, Campeonato Gaúcho 2019

MANO MENEZES (CRUZEIRO)

4 títulos: Copa do Brasil 2017, Campeonato Mineiro 2018, Copa do Brasil 2018, Campeonato Mineiro 2019

ROGÉRIO CENI (FORTALEZA)

3 títulos: Série B 2018, Campeonato Cearense 2019, Copa do Nordeste 2019

TIAGO NUNES (ATHLETICO PARANAENSE)

2 títulos: Campeonato Paranaense 2018 e Copa Sul-Americana 2018

MARCELO CABO (CSA)

2 títulos: Campeonato Alagoano 2018 e 2019

FELIPÃO (PALMEIRAS)

1 título: Campeonato Brasileiro 2018

FÁBIO CARILLE (CORINTHIANS)

1 título: Campeonato Paulista 2019

GENINHO (AVAÍ)

1 título: Campeonato Catarinense 2019

ROGER MACHADO (BAHIA)

1 título: Campeonato Baiano 2019

* Rodrigo Santana (Atlético-MG), Eduardo Barroca (Botafogo), Enderson Moreira (Ceará), Ney Franco (Chapecoense), Fernando Diniz (Fluminense), Claudinei Oliveira (Goiás), Odair Hellmann (Internacional), Jorge Sampaoli (Santos), Cuca (São Paulo) e Vanderlei Luxemburgo (Vasco) não têm títulos em seus trabalhos atuais. O Flamengo ficou sem técnico após a saída de Abel Braga, oficializada na tarde de ontem.

Fortaleza