Topo

Esporte


Chelsea goleia o Arsenal e conquista Liga Europa pela segunda vez

Chelsea foi campeão da Liga Europa pela segunda vez - Lee Smith/Reuters
Chelsea foi campeão da Liga Europa pela segunda vez Imagem: Lee Smith/Reuters

Do UOL, em São Paulo (SP)

29/05/2019 17h50

O Chelsea se superou para coroar uma temporada conturbada com título. A equipe do técnico Maurizio Sarri, contestado e pressionado no cargo, goleou o Arsenal por 4 a 1 na decisão da Liga Europa hoje (29), em Baku (Azerbaijão), e conquistou o troféu pela segunda vez. Giroud, Pedro e Hazard (duas vezes) marcaram para os bicampeões, enquanto Iwobi descontou com um golaço.

O time inglês não vencia a Liga Europa desde 2013, quando bateu o Benfica na decisão. De quebra, a equipe de Sarri mantém o jejum do rival de Londres, que nunca foi campeão do torneio ou da Liga dos Campeões.

A final ainda marcou a despedida de Cech dos gramados: o goleiro se aposenta aos 37 anos. Com o resultado, o francês Lyon entra direto na fase de grupos da Liga dos Campeões, já que o Chelsea garantiu a vaga por meio do Campeonato Inglês.

Rafael Reis exalta Eden Hazard em goleada do Chelsea sobre o Arsenal

UOL Esporte

Cronologia do jogo

O primeiro tempo foi equilibrado. As equipes de Londres tiveram suas chances, mas preferiram não se arriscar muito. Cech teve participação importante e manteve o 0 a 0 no placar. Na etapa final, o Chelsea foi cirúrgico, anotou três gols em 15 minutos e segurou o rival na sequência. Iwobi ainda fez um golaço, mas não foi o suficiente.

O melhor: Hazard brilha em possível despedida

Kirill KUDRYAVTSEV/AFP
Imagem: Kirill KUDRYAVTSEV/AFP

Hazard é cada vez mais especulado no Real Madrid - a imprensa espanhola noticia que o belga será apresentado já na próxima semana. Se esta for, então, a última partida do camisa 10 pelo Chelsea, ele encerraria bem um ciclo. Hazard comandou as ações ofensivas, deu uma assistência e fez dois gols. Vale destacar também o bom desempenho de Jorginho e Giroud.

Os piores: Monreal e Ozil

O lateral do Arsenal não teve noite feliz. Além de assistir ao gol de Pedro bem no seu setor, não teve força ofensiva e foi o primeiro substituído por Unai Emery. Guendouzi entrou no seu lugar aos 20 minutos da etapa final. Ozil também teve atuação muito apagada e passou praticamente despercebido.

Chelsea é cirúrgico na volta do intervalo

O time de Sarri começou sendo abafado, mas equilibrou mais a partida quando seu principal astro "entrou" no jogo: Hazard foi aos poucos se soltando e conduziu a equipe ao ataque. Emerson e Giroud, com chutes cruzados após jogadas com participação do belga, pararam em Cech. Na volta do intervalo, o Chelsea foi cirúrgico e marcou três vezes em 15 minutos. Depois, explorou os contra-ataques para construir a goleada. Cech evitou um resultado ainda mais elástico.

Arsenal é amassado no 2º tempo

Os Gunners procuraram o lado esquerdo da defesa adversária no primeiro tempo, com Lacazette e Aubameyang explorando as costas de Emerson em velocidade. Acontece que a cobertura do Chelsea funcionou bem, e a principal chance foi um arremate de longe com Xhaka que passou rente ao travessão. No segundo tempo, no entanto, o Arsenal foi amassado. Assistiu ao rival jogar, fazer os gols e golear.

Lei do ex em ação, mas Giroud comemora pouco

Phil Noble/Reuters
Imagem: Phil Noble/Reuters

A lei do ex fez mais uma vítima hoje. Sorte do torcedor do Chelsea, que pôde vibrar com o gol de Giroud contra o ex-clube no começo do segundo tempo. O francês, que defendia o Arsenal, preferiu comemorar pouco, mesmo se tratando de um gol em decisão. Ele se ajoelhou no gramado com os braços para cima após completar de peixinho cruzamento na medida de Emerson. Quando se levantou, vibrou de forma discreta.

VAR é usado pela 1ª vez na competição

O Árbitro Auxiliar de Vídeo (VAR, na sigla em inglês) foi utilizado pela primeira vez na Liga Europa. A inauguração do recurso no torneio, no entanto, não passou de uma consulta. O árbitro Gianluca Rocchi esperou a checagem das imagens, que não acusaram falta de Kepa em Lacazette, e mandou a partida seguir. No lance, o atacante saiu cara a cara com o goleiro, tentou o drible e caiu.

Cech se despede dos gramados "fazendo o que pode"

Maxim Shemetov/Reuters
Imagem: Maxim Shemetov/Reuters

Cech "fez o que pôde" em sua despedida dos gramados. Ele demorou para ser exigido no primeiro tempo, mas respondeu bem quando o Arsenal precisou dele. O lateral Emerson chutou forte e cruzado, e o goleiro de 37 anos, bem colocado, espalmou bem para evitar o perigo. Logo na sequência, ele pulou bonito para espalmar com a ponta dos dedos um chute de Giroud. A mesma sorte não foi vista no segundo tempo, e ele levou quatro gols. Vale ressaltar que nenhum teve sua culpa, e ele evitou um placar maior.

FICHA TÉCNICA
Chelsea 4 x 1 Arsenal

Data: 29/05/2019
Local: Estádio Olímpico de Baku (Azerbaijão)
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Gianluca Rocchi
Assistentes: Lorenzo Manganelli e Filippo Meli
Cartões amarelos: Pedro e Christensen (Chelsea)
Gols: Giroud, aos 4', Pedro, aos 14', Hazard, aos 19', Iwobi, aos 23', Hazard, aos 26' do segundo tempo.

Chelsea: Kepa Arrizabalaga; Azpilicueta, Christensen, David Luiz e Emerson; Jorginho, Kanté e Kavacic (Barkley); Hazard (Zappacosta), Pedro (Willian) e Giroud. Técnico: Maurizio Sarri.

Arsenal: Petr Cech; Maitland-Niles, Sokratis, Koscielny e Nacho Monreal (Guendouzi); Kolasinac, Lucas Torreira (Iwobi), Xhaka e Ozil (Willock); Lacazette e Aubameyang; Técnico: Unai Emery.

Esporte