PUBLICIDADE
Topo

Presidente do Botafogo quer colocar em discussão regra do VAR

Nelson Mufarrej, presidente do Botafogo, quer discutir regra de utilização do VAR - Thiago Ribeiro/AGIF
Nelson Mufarrej, presidente do Botafogo, quer discutir regra de utilização do VAR Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

27/05/2019 16h09

Nelson Mufarrej, presidente do Botafogo, comentou sobre a ação que o Botafogo pretende mover visando a anulação da partida contra o Palmeiras, que aconteceu no último sábado, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. A partida teve vitória do Verdão por 1 a 0, com um gol de pênalti, que foi assinalado após o auxílio do árbitro de vídeo (VAR).

Segundo o mandatário alvinegro, a intenção é discutir a regra 5 do protocolo de utilização do árbitro de vídeo (VAR), que aponta que o lance não poderia ter sido revisado após o juiz permitir o reinício da partida. Além disso, fazer com que o árbitro Paulo Roberto Alves Junior não apite mais partidas que o Botafogo esteja participando.

No lance, o zagueiro Gabriel e o atacante Deyverson disputam a bola e o palmeirense cai na área. Paulo Roberto assinala simulação do palmeirense e lhe aplica o cartão amarelo. Pouco depois, ao analisar as imagens, muda a decisão e marca pênalti, apontando um pisão de Gabriel em Deyverson, retirando a advertência anterior e punindo o jogador alvinegro.

"Eu não quero entrar no mérito se foi pênalti ou não, quero discutir a regra cinco. Não quero discutir se foi ou não pênalti. É uma questão de cada um. Estamos colocando os pontos de vista que achamos corretos. Existem os órgãos que vão analisar e é isso que eu vejo", disse, à ESPN, ele, que completou:

"Estamos pedindo que o juiz não apite mais partidas do Botafogo, que ele vá se reciclar, é um absurdo. Não adiantou muito a reciclagem do ano passado, isso também é problema da CBF".

A partida, que tinha o Botafogo como mandante, aconteceu em Brasília por escolha do próprio Alvinegro, que venceu o mando. O presidente aproveitou para afirmar que vai passar a privilegiar os jogos no Rio e convocou os alvinegros para os próximos dois duelos no Nilton Santos, contra o Sol de América, do Paraguai, pela Sul-Americana, e o clássico com o Vasco, pelo Campeonato Brasileiro.

"Em primeiro lugar, temos que privilegiar os torcedores do Rio de Janeiro, tenho certeza que eles vão mais ao estádio para evitar algum déficit que possa ter. Também vamos ver de levar patrocínios. Temos a torcida nos prestigiando e temos que prestigiar a torcida. Tenho certeza que na quarta a torcida vai estar presente para prestigiar nosso time, assim como no domingo, contra o Vasco da Gama", finalizou.

Botafogo