PUBLICIDADE
Topo

Liverpool

Gandula "decisivo" do Liverpool vira celebridade e gera campanha para final

Cannonier posa com Alexander-Arnold: ação da dupla gerou o gol de Origi, que classificou o Liverpool - Reprodução
Cannonier posa com Alexander-Arnold: ação da dupla gerou o gol de Origi, que classificou o Liverpool Imagem: Reprodução

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

09/05/2019 04h00

A virada épica do Liverpool sobre o Barcelona, responsável por colocar a equipe de Jürgen Klopp na final da Liga dos Campeões da Europa, transformou um jovem de 14 anos em celebridade instantânea na Inglaterra. Oakley Cannonier, jogador das categorias de base do clube britânico, se tornou um dos assuntos mais comentados na Inglaterra e virou tema dos principais jornais do país.

O jovem jogador da base do Liverpool e gandula na épica noite foi o responsável por repor a bola rapidamente para Alexander-Arnold cobrar o escanteio decisivo do duelo. A cobrança rasteira surpreendeu o Barça e encontrou Origi, que finalizou com precisão para definir a goleada por 4 a 0 e classificar o time para a segunda decisão consecutiva de Champions League.

Oakley Cannonier Liverpool gandula - Reprodução - Reprodução
Oakley Cannonier estava dentro de campo e com uma bola em sua posse assim que saiu o escanteio
Imagem: Reprodução

Cannonier virou "ídolo" dos torcedores dos Liverpool e assunto na televisão. Graeme Souness, ex-capitão da equipe vermelha e comentarista da Virgin Media, usou o espaço na imprensa para cobrar um presente da diretoria para o jovem jogador da base: dois ingressos para a final da Champions contra o Tottenham, dia 1º de junho, em Madri.

"A bola sai para escanteio, e os jogadores do Barcelona seguem a bola. O garoto está lá no local. Alexander-Arnold diz: 'agora'. Ele se afasta e percebe alguns jogadores cochilando", descreve Souness, que fez uma "análise" da performance do garoto no lance decisivo do jogo.

De acordo com o Independent, a ação de Cannonier, em posse de uma bola assim que confirmado o escanteio, foi planejada antes mesmo da partida em Anfield. A ordem para os gandulas era clara: repor a bola rapidamente e aproveitar, especialmente, distrações do Barça em jogadas de bola parada, observadas no primeiro encontro entre os clubes, há pouco mais de uma semana.

"Garotos, não vemos esquecer de Oakley Cannonier, o gandula. Muito obrigado, amigo, você é uma estrela"

"Oakley Cannonier. Passes decisivos: 1"

Fora esta ideia, originada do próprio Klopp, segundo o jornal, o Liverpool começava a partida semifinal com uma desvantagem de 3 a 0, fruto da derrota no duelo de ida no Camp Nou.

Os gandulas, portanto, possuíam geralmente uma bola nas mãos para repor no menor tempo possível, caso do jovem de 14 anos que se tornou "decisivo" para a marcante vitória.

O ato de agilidade de Cannonier surpreendeu o Barcelona, já combalido depois de sofrer três gols e ver desmoronar a enorme vantagem construída na ida. A cobrança rápida de Alexander-Arnold deixou a defesa parada e Origi completamente livre para decretar a histórica virada do Liverpool.

Liverpool