Topo

Carioca - 2019


FERJ diz que sobrecarga de energia gerou apagão no VAR de Vasco x Flamengo

Jotta de Mattos/AGIF
Imagem: Jotta de Mattos/AGIF

Do UOL, em São Paulo (SP)

15/04/2019 18h03

A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ) emitiu hoje (15) uma nota para justificar o "apagão" sofrido pelo sistema de árbitro de vídeo no duelo entre Vasco x Flamengo, válido pela final do Campeonato Carioca e disputado ontem (14), no estádio Nilton Santos.

Em nota, a FERJ declarou que uma "sobrecarga de energia" gerou a explosão do aparelho responsável por regular a voltagem da energia usada nos monitores e em toda a tecnologia do VAR.

A entidade máxima do futebol no Rio de Janeiro ainda afirma que cobrou a empresa para resolver esta estrutura para os jogos do Botafogo no Campeonato Brasileiro, já que o segundo duelo entre Flamengo x Vasco será realizado no Maracanã.

Em campo, o time flamenguista derrotou o arquirrival pelo placar de 2 a 0, com dois gols de Bruno Henrique, e deu um passo importante para conquistar o Estadual.

Confira a nota da FERJ:

Empresa responsável pelo VAR no Campeonato Carioca, a Hawk Eye, após apuração, apontou que a causa do desligamento dos monitores aos 28 minutos do segundo tempo de Vasco x Flamengo, pela primeira partida da decisão do Campeonato Carioca, foi a explosão do Nobreak, aparelho que regula a voltagem e a pureza da energia que chega aos eletrônicos.

O problema no Nobreak ocorreu por sobrecarga de energia. A empresa informou que está tomando as providências para os jogos do Campeonato Brasileiro no Estádio Nilton Santos.

A FERJ reforça que o apagão não teve como causa a estrutura do Estádio do Botafogo e que o protocolo VAR foi seguido à risca com transparência: informação ao árbitro, jogadores e imprensa.