PUBLICIDADE
Topo

Barcelona

Arthur tem noite sem erros, supera "caso Neymar" e festeja status de ídolo

Arthur, do Barcelona, durante confronto com o Lyon pela Liga dos Campeões  - Quality Sport Images/Getty Images
Arthur, do Barcelona, durante confronto com o Lyon pela Liga dos Campeões Imagem: Quality Sport Images/Getty Images

João Henrique Marques

Do UOL, em Barcelona

14/03/2019 04h00

No início do segundo tempo, um afobado Piqué divide a bola com Arthur e prejudica um toque simples do brasileiro. O lance foi o único erro do volante na goleada do Barcelona por 5 a 1 sobre o Lyon, ontem, no Camp Nou, pelas oitavas de final da Liga dos Campeões. O xodó da torcida catalã teve atuação impecável fazendo lembrar as noites de gala de Xavi e Iniesta.

Arthur foi o jogador do Barcelona mais acionado durante toda a partida. E dos 72 passes realizados, foram 71 acertos, aproveitamento de 99%.

No time do Barça, tudo passa pelos pés de brasileiro. Para se ter uma ideia do seu poder de criatividade, mesmo estando em campo 17 minutos a menos que Messi - Arthur foi substituído aos 30 minutos do segundo tempo -, o meio-campista deu 13 passes a mais que o argentino. Já Coutinho, substituído aos 25 minutos do segundo tempo, deu 46 passes no jogo. Ou seja, 26 a menos.

A incrível performance também o ajudou a superar críticas por comparecer à festa de aniversário de Neymar, em Paris, e sofrer lesão muscular dias depois - na véspera do duelo contra o Lyon, o próprio jogador reconheceu que pediu desculpas ao elenco.

"Por mais que nós consideramos essa atitude de ir para Paris, colar no Neymar, antes de um jogo contra o Real Madrid, uma falta de respeito, nós temos que nos curvar diante de um pedido de desculpas. Ele entendeu o perfil Barça", destacou Oscar Arraza, torcedor do Barcelona que vestia a camisa de Arthur na porta do Camp Nou.

"Como jogador não lhe falta nada. Tem a cadência e a técnica necessária para jogar no Barça. Nos dá a sensação de que o Iniesta voltou", comemorou outro torcedor.

O tom de idolatria do torcedor com Arthur ficou evidente na substituição do jogador aos 30 minutos do segundo tempo. A opção do treinador, Ernesto Valverde, foi pela entrada do chileno Vidal para fortalecer a marcação do time.

"O Arthur teve lesão muscular recente e se desgastou muito pelo time hoje. Uma partida brilhante, manteve o nível dele por aqui. O tirei porque precisava aumentar a pressão na marcação, e o Vidal faz muito bem isso", comentou Valverde após o jogo.

A exibição de Arthur diante do Lyon também foi bastante elogiada pela imprensa catalã. Na verdade, o posicionamento elogioso ao brasileiro tornou-se recorrente.

"Nova exibição de classe do brasileiro, que no segundo tempo seguiu marcando o ritmo de jogo da equipe", definiu o jornal Sport, que deu nota 7 a Arthur.

"Uma atuação clássica de Arthur. Calmo, confiante e postura de jogador campeão", destacou o Mundo Deportivo, colocando a atuação como nota 8.

Barcelona