PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Atlético de Madri vê "estilo Simeone" e tenta tirar Alex Telles do Porto

Dean Mouhtaropoulos/Getty Images
Imagem: Dean Mouhtaropoulos/Getty Images

Marcus Alves

Colaboração para o UOL, do Porto (POR)

13/03/2019 04h00

Logo após o apito final, ao deixar o gramado em direção ao túnel de acesso ao campo, o polivalente Alessandro Florenzi, um dos protagonistas da eliminação, desabou em lágrimas, enquanto a lenda da Roma, Francesco Totti, agora cartola, xingava revoltado a todos que cruzavam o seu caminho. Ao mesmo tempo, o Porto comemorava a vitória de 3 a 1 na prorrogação e a vaga nas quartas de finais da Liga dos Campeões. A festa em seu vestiário era escutada do estacionamento do Estádio do Dragão.

Um dos nomes mais celebrados na semana passada foi o do lateral esquerdo Alex Telles, que, após conceder entrevista, cruzou parte da área da imprensa sem camisa para se juntar aos seus colegas. O brasileiro de 26 anos era o retrato da felicidade após converter nos minutos finais o pênalti que assegurou a classificação da equipe entre as oito melhores do continente. Valorizado, o herói do Porto agora interessa ao Atlético de Madri.

Foi o seu terceiro gol em uma temporada que, a exemplo do que tem sido a sua marca pelos portugueses, chama a atenção mais uma vez por outro fator: as nove assistências.

É um detalhe que o coloca entre os principais passadores do futebol europeu, mas que, surpreendentemente, não se encontra entre os mais decisivos na conquista de um admirador especial. O técnico Diego Simeone, do Atlético de Madri, enxerga em Telles a disciplina e a fibra que cobra de seus jogadores e trabalha por sua contratação na próxima janela de transferências.

Conforme apurado pela reportagem do UOL Esporte, uma reunião entre representantes dos dois clubes foi realizada no Porto, na véspera do confronto com a Roma.

Esse foi o primeiro contato mais direto para desenrolar a novela que se arrasta desde o fim de 2018. Até aqui, as conversas se restringiam basicamente ao estafe do atleta e aos cartolas espanhóis, que receberam um sinal positivo para tentar um acordo agora com os dirigentes portugueses.

Eles buscam uma alternativa para Filipe Luis, que se encontra em fim de contrato e ainda não renovou, e Lucas Hernández, que está na mira de Bayern de Munique e outros times.

Em um primeiro momento, os espanhóis esbarraram na postura firme dos portugueses, que não abrem mão de receber a multa rescisória de 40 milhões de euros (R$ 167 milhões) para repassar um de seus destaques. Existe, inclusive, a tentativa de renovação do contrato de Telles, que se encerra em 2021, para aumentar a cifra e afastar as investidas do mercado.

Seleção no horizonte?

A perspectiva é de que o assédio sobre Alex Telles somente aumente, no entanto. Com Filipe Luis lesionado, o jogador está cotado para substituir o compatriota em caso de corte para os amistosos da seleção contra Panamá e República Tcheca, a serem realizados no Porto e em Praga, respectivamente, no fim deste mês.

Os auxiliares Cleber Xavier e Matheus Bacchi e o analista de desempenho Fernando Lázaro estiveram recentemente no país acompanhando o Porto e incluíram Éder Militão, defensor do clube, na última lista. Na ocasião, em entrevista à imprensa local, Xavier chegou a mencionar Telles atrás de Filipe Luis, Marcelo, Alex Sandro e Ismaily na briga por um lugar.

Telles é disparado o atleta mais utilizado pelo Porto, com 3.840 mil minutos em campo na atual temporada.

Perguntado a respeito de um eventual desgaste, o técnico Sérgio Conceição assegurou, em entrevista coletiva, que isso não seria problema para nenhum dos lados.

"Telles tem muitos jogos? Perguntem aos outros se não queriam jogar tanto quanto ele. Se eu o tirar, ele fica com azia. Os jogadores se dão garantias, jogam. Eles gostam e querem jogar de três em três dias. Se acharmos que precisa descansar, porque está a prejudicar o seu rendimento, não joga. Mas ter muitos jogos é o que todos querem", analisou.

Absoluto na equipe, o lateral esquerdo não deixou espaço ao reserva Jorge, que foi liberado pelo Porto para retornar ao Brasil e resolver a sua ida por empréstimo ao Santos.

Futebol