PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Festa de Neymar foi há 37 dias, mas ainda afeta Arthur e Douglas Costa

Arthur, durante entrevista coletiva antes de jogo do Barcelona na Liga dos Campeões - REUTERS/Susana Vera
Arthur, durante entrevista coletiva antes de jogo do Barcelona na Liga dos Campeões Imagem: REUTERS/Susana Vera

Do UOL, em São Paulo

13/03/2019 04h00

A festa de aniversário de Neymar foi no dia 4 de fevereiro, mas, 37 dias depois, os efeitos da comemoração ainda afetam dois jogadores brasileiros: Arthur e Douglas Costas. Desde a celebração, eles vivem situações complicadas.

O meia do Barcelona foi criticado por ter ido à festa em Paris mesmo respaldado pela comissão técnica do clube. O problema é que ele se machucou dias depois do aniversário. Sofreu lesão muscular na coxa esquerda. O estafe do atleta havia recomendado o repouso e considerou que a ida ao aniversário interrompeu parte deste descanso.

Arthur recuperou o prestígio com boas atuações nos últimos jogos e ontem pediu desculpas pela viagem. "Acho que errei indo a Paris na festa de Neymar. A vida tem isso, às vezes você acerta e às vezes erra. Estava animado para ir e sou suficientemente adulto para assumir minhas responsabilidades", afirmou.

"Sabia o que fazia, mas peço desculpas a quem se sentiu ofendido. Meus companheiros me ajudaram muito e demonstraram preocupação comigo", declarou o jogador, que deve começar no banco na partida contra o Lyon, hoje, pela Champions League.

Douglas Costa - Reprodução - Reprodução
Douglas Costa na festa de Neymar
Imagem: Reprodução

Já Douglas Costa viveu situação um pouco mais grave. A diretoria da Juventus não gostou de ver o atacante em outro país horas depois de bater o carro em um forte acidente na Itália. A irritação não foi pela festa de Neymar, mas por ter ido a Paris mesmo com o acidente automobilístico.

Fora isso, Douglas Costa vem convivendo com lesões. Ele não atua desde 2 de fevereiro e foi desfalque na partida contra o Atlético de Madri, ontem, pela Liga dos Campeões. Em meio aos imprevistos, também acabou fora da última convocação do técnico Tite para a seleção brasileira. Arthur foi chamado, mas o atacante da Juventus, não.

Esporte