PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Com característica rara no Cruzeiro, David ganha elogio: "é o que queremos"

Vinnicius Silva/Cruzeiro
Imagem: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

11/03/2019 04h00

Além do goleiro Rafael, que teve uma excelente atuação no último domingo, o time do Cruzeiro ainda contou com o fator decisivo do atacante David durante a vitória por 2 a 0 contra o Tombense no Mineirão. Voltando de lesão, o garoto participou dos dois gols celestes na partida. Considerado o único velocista do plantel, ele ainda conseguiu colocar em prática sua maior virtude, e ganhou os elogios do treinador.

No gol de pênalti marcado por Sassá, David participou da jogada e recebeu a falta dentro da área. No segundo tempo, ele usou sua velocidade para arrancar do meio de campo, tabelar com Dodô e receber a assistência dentro da área para marcar o segundo gol celeste. No primeiro tempo, o jogador já havia balançado as redes, mas o tento foi corretamente anulado pela arbitragem. As virtudes mostradas durante a partida renderam elogios de Mano.

"Foi importante no jogo, participou da penalidade, fez o segundo gol. É isso que queremos dele, para isso estamos trabalhando há bastante tempo com ele. A questão de tirá-lo no segundo tempo foi só por precaução, a ideia era trabalhar 60 minutos. É um jogador que está voltando, tem características que não temos muito. O quanto antes tivermos ele para, no mínimo, entrar em um jogo importante será fundamental. Estamos cuidando dele para tê-lo nesses momentos, provavelmente teremos na quarta-feira também", falou o técnico Mano Menezes, já citando o compromisso contra o Deportivo Lara, na próxima quarta-feira, pela Libertadores.

Desde a saída de Arrascaeta, David é considerado por muitos o substituto ideal do uruguaio no Cruzeiro. Apesar de não ter a velocidade como sua principal característica, o meia do Flamengo atuava pelo lado esquerdo e se destacava pelos dribles e chegadas rápidas ao ataque. Agora com a vaga aberta no setor, o garoto de 23 anos quer superar de vez as lesões e provar que pode tomar conta da ponta esquerda e virar o dono da posição.

"Eu fiquei muito tempo parado, é difícil pegar o ritmo, mas só de não sentir mais dores, eu já fico muito feliz. Se o Mano precisar de mim, estarei pronto para dar meu máximo e ajudar o Cruzeiro", falou o atacante, recuperado de um edema na coxa esquerda.

Futebol