PUBLICIDADE
Topo

Grêmio

Grêmio aprova estreia, mas Tardelli ainda não será titular na Libertadores

Diego Tardelli em ação pelo Grêmio contra o São José, sua primeira partida no clube - LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA
Diego Tardelli em ação pelo Grêmio contra o São José, sua primeira partida no clube Imagem: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

11/03/2019 04h00

Ainda que esteja longe da melhor forma física e do ritmo de jogo ideal, o Grêmio aprovou a estreia de Diego Tardelli, no sábado. O jogador atuou aproximadamente 25 minutos no segundo tempo da vitória por 3 a 0 sobre o São José-RS, na Arena. No entanto, ainda não será titular pela Libertadores, na terça-feira, contra o Libertad. 

Renato Gaúcho, em entrevista coletiva, usou o natural bom humor para falar sobre o atacante. Disse que ele não precisa se preocupar com a estreia pois "não usa a camisa sete", eternizada por Portaluppi no passado gremista. Mas também teceu elogios ao comandado. 

Já o jogador se cobrou um pouco mais. Disse que pretendia o gol para "tirar um peso", mas entendeu que foi o melhor que poderia ter ocorrido.

"Queria ter feito um pouco mais. Quem sabe um gol para tirar o peso. Mas é assim mesmo. Estava há dois meses sem jogar. Agora é adquirir a melhor forma física e aguentar o quanto der. Temos competições importantes pela frente e preciso estar preparado", disse. 

Tardelli conseguiu participar de algumas jogadas, concluir em gol uma vez, mas ainda mostrou a falta de ritmo natural de quem fica tanto tempo parado. E este fator aliado ao bom desempenho de André e as oportunidades recebidas por Vizeu o deixarão no banco no início do jogo. Com tempo e tranquilidade para encontrar o nível ideal. 

"O grupo do Grêmio tem muita qualidade. Todos que vem jogando estão muito bem. Principalmente do meio para frente, nosso elenco é forte, jogadores de habilidade", comentou. 

A estreia gerava ansiedade na torcida e em companheiros. E foi, internamente, tratada como totalmente satisfatória. O maior investimento da temporada é considerado valioso para os momentos decisivos e até lá conquistará seu espaço, sob ótica gremista. 

"Eles (colegas) estavam mais ansiosos que eu. Perguntavam se eu iria jogar hoje, quando iria estrear. É um elenco fantástico, um grupo de amigos, uma família. Está sendo muito bacana. A intenção agora é aumentar o tempo. Hoje (sábado) foram 30 minutos. Sentimos, claro, o ritmo de jogo e treino é importante. Mas terei mais uma semana para treinar, e em seguida a Libertadores. Quanto mais eu treinar, estarei melhor", explicou. 

Grêmio