PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Copa de 2022 com 48 clubes precisaria de ajuda de país vizinho, diz estudo

Ras Abu Aboud Stadium, estádio em Doha que será usado na Copa do Mundo do Catar, em 2022 - Divulgação
Ras Abu Aboud Stadium, estádio em Doha que será usado na Copa do Mundo do Catar, em 2022 Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

11/03/2019 18h21

Relatório da Fifa analisou viabilidade da Copa do Mundo de 2022 com 48 equipes e concluiu que a expansão só seria possível usando um dos países vizinhos do Qatar como anfitrião adicional. O estudo, divulgado pela agência de notícias Associetad Press nesta segunda-feira (11), prevê geração de U$ 400 milhões (R$ 1.536 bilhões) extras com a realização da medida e risco legal baixo para a mudança de formato do torneio. A transição para o modelo com 48 equipes está prevista apenas para 2026.

Haverá uma reunião em Miami, nesta sexta-feira (15), em que o Conselho da Fifa avaliará se é possível aumentar o número de equipes que integrarão a competição. Uma decisão final sobre a questão seria possível apenas em junho segundo a agência de notícias.

Foram identificados estádios em Bahrein, Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Kuwait e Omã. A escolha do país co-anfitrião precisaria passar por uma aprovação do Catar, sem relações diplomáticas e econômicas com os três primeiros, o que impede voos entre os países. Segundo o estudo da FIFA, seriam necessários de dois a quatro estádios adicionais, para ser possível uma Copa do Mundo com 48 equipes em 2022.

"O envolvimento de outros países anfitriões vizinhos exigiria o cumprimento de certas condições, em particular o consentimento das autoridades competentes do principal país anfitrião, o Catar", afirma o relatório. "Portanto, a Fifa não pode estipular de maneira conclusiva quais países anfitriões farão parte de um acordo de co-hospedagem com a Fifa e o Catar neste momento".

A Copa do mundo, que durará apenas 28 dias, ao invés dos 32 habituais, entre novembro e dezembro, para coincidir com o inverno do Catar, precisaria contar com seis jogos por dia nos estágios iniciais do torneio, para comportar as equipes extras. A Fifa afirmou em seu estudo que essas eventuais mudanças ''não alterariam a qualidade esportiva do torneio''.

"Implementar este formato sob a duração reduzida do torneio de 28 dias exigiria alguns ajustes em aspectos da programação da partida, como o número de dias de descanso para equipes e locais", afirma o relatório. "No entanto, esses ajustes são consistentes com os princípios observados em competições de confederação ou nas principais ligas do mundo. Além disso, com base em sua análise, a Fifa acredita que os desafios podem ser suficientemente mitigados, inclusive aumentando o número de locais e jogos por dia ".

O Comitê Organizador da Copa do Mundo de 2026 já confirmou a participação de 48 equipes no torneio. O mesmo formato é proposto para 2022, que teria uma fase inicial com 16 grupos, cada um com três equipes, seguida por uma rodada de 32. Isso garantiria que uma equipe jogaria um máximo de sete jogos.

Futebol