Topo

Paulista - 2019


Corinthians e Santos não saem do 0 a 0 em clássico movimentado

Siga o UOL Esporte no

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

10/03/2019 18h02

Santos e Corinthians ficaram no empate por 0 a 0 no clássico da tarde de hoje, na Arena Corinthians, em São Paulo, pela décima rodada do Campeonato Paulista. Com a marcação adiantada, o Corinthians teve o domínio no primeiro tempo, mas o Santos voltou para a segunda etapa com alterações e igualou a partida.

Com o resultado, o Santos chegou a 23 pontos e, já classificado, segue com a melhor campanha geral do estadual. Já o Corinthians foi a 15 e lidera o grupo C, que tem a Ferroviária com 14 pontos em segundo lugar e o Bragantino com 10 em terceiro.

O Peixe volta a campo nesta sexta-feira, às 20h30, para enfrentar o Novorizontino, no Pacaembu. O próximo desafio do Timão é contra o Ceará, pela Copa do Brasil, nesta quarta-feira, no Castelão, em Fortaleza-CE.

Chuva de papel atrasa clássico, e aparelho soprador é acionado

Uma chuva de papel picado atrasou o início do clássico em dez minutos. O árbitro Douglas Marques das Flores relatou que os papéis dificultavam a visão das linhas laterais e, principalmente, da grande área. Um funcionário da Arena foi acionado e utilizou uma vassoura para limpar. No entanto, o problema só foi resolvido quando entrou um profissional com um soprador.

Corinthians começa melhor e marca em cima

O técnico Fábio Carille começou ganhando o duelo com Jorge Sampaoli. O Corinthians adiantava a marcação e forçava o erro do Santos, que não conseguia criar. A primeira boa chance veio em um chute de Sornoza, que pegou de primeira a ajeitada de peito de Clayson e levou muito perigo. Logo depois, Boselli arrumou espaço dentro da área, ajeitou para a perna direita e bateu rasteiro, obrigando Vanderlei a jogar para escanteio.

Sampaoli muda esquema, mas Santos não consegue criar

Ivan Storti/Santos FC
Imagem: Ivan Storti/Santos FC

Vendo o time sofrer com a velocidade dos pontas Clayson e Pedrinho, o técnico Jorge Sampaoli mudou o esquema de jogo. Alison, que tinha começado como um zagueiro pela direita, voltou a ser volante e o time abandonou a linha de três atrás para voltar a ter Ferraz e Felipe Jonatan mais recuados. O Peixe até conseguiu diminuir o ímpeto do Corinthians, mas falhou em criar jogadas ofensivas.

Santos volta com duas alterações e melhora no jogo

Ivan Storti/Santos FC
Imagem: Ivan Storti/Santos FC

O Peixe voltou para o segundo tempo com o intuito de ir para cima. Sampaoli sacou os volantes Alison e Jean Lucas e colocou o meia Cueva e o atacante Rodrygo no jogo. Com mais ímpeto ofensivo, o Santos chegou com perigo pela primeira vez pouco antes dos 10 minutos da segunda etapa. Felipe Jonatan cruzou no primeiro pau e Jean Mota mandou de primeira para boa defesa de Cássio. Depois, Rodrygo carregou para o fundo e cruzou forte, Cássio fez uma ponte para afastar.

Vagner Love entra e cria a principal chance do segundo tempo

Carille colocou Vagner Love na vaga de Pedrinho depois dos 20 minutos do segundo tempo e logo na primeira chance o atacante quase decidiu. Ele recebeu pela esquerda, passou fácil por Gustavo Henrique e bateu rasteiro cruzado. Vanderlei praticou a defesa e a bola quase se ofereceu para Boselli, no meio da área, empurrar para o gol, mas o centroavante acabou passado da bola.

Cássio erra e quase entrega o ouro, mas salva depois

O goleiro Cássio estava muito bem no jogo, mas quase entregou o resultado em um lance perto dos 30 minutos do segundo tempo. Em bola recuada, o goleiro foi afastar de dentro da pequena área e acabou mandou em cima de Cueva, que foi pressionar. O peruano ficou com a bola e tentou um toque por cima do arqueiro rival, mas jogou para fora. Já nos minutos finais, Jean Mota lançou boa bola para Derlis em profundidade. O paraguaio entrou na área e bateu cruzado, mas Cássio cresceu e fez a defesa.

O pior: Alison

O volante mais uma vez não conseguiu repetir as boas atuações do início do ano. Atuando como zagueiro pela direita no começo do jogo, sofreu para encontrar Clayson e recebeu cartão amarelo muito cedo. Na saída de bola, quesito que vinha demonstrando evolução, voltou a pecar e errou vários passes. Acabou substituído já na volta para o segundo tempo.

O melhor: Fágner domina o lado direito

Marcello Zambrana/AGIF
Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

O lateral-direito Fágner teve grande atuação tanto ofensivamente quanto defensivamente. Ele parou o paraguaio Derlis González, dos melhores jogadores do Santos na temporada, e ainda não tomou conhecimento de Felipe Joantan, recém-chegado ao Peixe. O lateral santista sofreu com o apoio de Fágner, que chegou a roubar uma bola no campo ofensivo de Jonatan e cruzar com muito perigo para a área. No lance, Boselli dividiu com Aguilar e Vanderlei fez a defesa, mas o bandeira já marcava impedimento.

Juca Kfouri: 0 a 0 em Corinthians x Santos não decepcionou

UOL Esporte

FICHA TÉCNICA
Corinthians 0 x 0 Santos

Data: 10 de março de 2019
Horário: 16h (de Brasília)
Local: Arena Corinthians, em São Paulo-SP
Árbitro: Douglas Marques das Flores (SP)
Assistentes: Marco Antonio de Andrade Motta Junior e Evandro de Melo Lima (ambos de SP)

Amarelos: Alison, Matheus Ribeiro e Derlis González, do Santos; Fágner, do Corinthians

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Manoel, Henrique e Danilo Avelar; Ralf, Júnior Urso e Sornoza; Pedrinho (Vagner Love), Clayson (André Luis) e Boselli (Mateus Vital). Técnico: Fábio Carille.

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Felipe Aguilar, Gustavo Henrique e Felipe Jonatan; Alison (Cueva), Diego Pituca e Jean Lucas (Rodrygo); Carlos Sánchez (Matheus Ribeiro), Jean Mota e Derlis González. Técnico: Jorge Sampaoli.