PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Arsenal vence, ultrapassa o Manchester United e quebra sequência do rival

Xhaka abre o placar para o Arsenal contra o Manchester United - REUTERS/Eddie Keogh
Xhaka abre o placar para o Arsenal contra o Manchester United Imagem: REUTERS/Eddie Keogh

Do UOL, em São Paulo

10/03/2019 15h26

O Arsenal conquistou um excelente resultado hoje (10), no Estádio Emirates. Diante do Manchester United, os Gunners venceram por 2 a 0, ultrapassaram o concorrente na tabela do Campeonato Inglês 2018/2019 e terminaram a rodada na quarta posição do torneio. Xhaka e Aubameyang marcaram para os mandantes. De quebra, o time londrino interrompeu a sequência do rival de 12 jogos sem perder na competição.

O Arsenal montou uma 'blitz' nos minutos iniciais, abriu o marcador cedo e soube controlar a reação do adversário, contando com boa atuação de seu goleiro. Na segunda etapa, os comandados por Unai Emery ampliaram em cobrança de pênalti e liquidaram o jogo. 

Restando oito rodadas para o término da Premier League, os londrinos somam 60 pontos e entram na zona de classificação para a próxima edição da Champions League, ficando à frente do quinto colocado Manchester United, que permanece com 58.

Agora, o próximo compromisso do Arsenal será pela Liga Europa. Na quinta-feira (14), os Gunners recebem o Rennes, em confronto de volta válido pelas oitavas de final. Na ida, os franceses venceram por 3 a 1. Já os Red Devils têm a semana cheia e só voltam a campo no sábado (16), quando visitam o Wolverhampton pelas quartas de final da FA Cup.

Os melhores: Leno e Lacazette são decisivos

O goleiro alemão foi o pesadelo dos atacantes do adversário, em especial de Lukaku. Leno fez duas intervenções providenciais em tentativas do belga, além de ter saído nos pés de Rashford em momento de pressão do United. Lacazette, por sua vez, participou bastante do jogo, deu uma assistência e sofreu o pênalti para o segundo gol dos londrinos.

Xhaka coloca veneno na bola e abre o placar para o Arsenal - Reuters/John Sibley - Reuters/John Sibley
Imagem: Reuters/John Sibley

Pior, De Gea vacila e só fica olhando no primeiro gol

É bem verdade que De Gea foi traído pela curva da bola, mas o posicionamento incorreto do goleiro impediu que ele pudesse fazer a defesa no tento anotado por Xhaka. No restante da partida, não trabalhou muito.

Arsenal até leva susto, mas pressiona e sai na frente

Empurrado pela torcida, o time comandado por Unai Emery mostrou ímpeto desde o primeiro minuto e pressionou muito o United. Tanto que em sete minutos, o Arsenal já havia finalizado quatro vezes, com destaque para puxada com estilo de Aubameyang. O predomínio dos donos da casa, no entanto, quase foi ?por água abaixo? quando Lukaku aproveitou levantamento e acertou o travessão, aos 8.

Ainda assim, o Arsenal não se abalou e chegou ao gol em belo chute de fora da área de Xhaka. O meio-campista recebeu de Lacazette e colocou curva na bola para enganar De Gea, que ficou perdido no lance e não conseguiu defender.

Lukaku quase empata o jogo para o United - REUTERS/Eddie Keogh - REUTERS/Eddie Keogh
Imagem: REUTERS/Eddie Keogh

United melhora, para na trave (de novo) e jogo fica aberto

Aos poucos, o clube de Manchester se encontrou na partida, equilibrando as ações e incomodando com mais frequência. Na melhor oportunidade de empate, Fred recebeu de Pogba com liberdade e, de fora da área, carimbou o poste esquerdo de Leno. Participativo, Lukaku tentou sair da área para abrir espaço para os homens de meio. O atacante, inclusive, quase deixou tudo igual aos 36, mas foi bloqueado pelo goleiro rival.

Ao mesmo tempo, os Gunners acharam espaços entre as linhas adversárias e tentaram atacar de forma objetiva. Os erros de passes nos últimos metros do campo e os impedimentos, entretanto, atrapalharam avanços efetivos.

Leno evita o empate com milagre

O goleiro do Arsenal precisou trabalhar duas vezes em menos de cinco minutos no retorno do intervalo. Primeiro, Leno saiu da área para antecipar um longo lançamento que deixaria Lukaku na cara do gol. Logo em seguida, ele fez milagre: Fred deu magnífica assistência para Lukaku. O atacante belga tentou bater na saída do arqueiro, mas Leno se esticou todo e fez defesa à queima-roupa com o pé.

Aubameyang marca o segundo do Arsenal contra o Manchester United - REUTERS/Eddie Keogh - REUTERS/Eddie Keogh
Imagem: REUTERS/Eddie Keogh

Quem não faz, leva: Arsenal amplia o placar

Os Red Devils voltaram do intervalo em cima e tiveram algumas oportunidades para deixar tudo igual. Rashford, em cobrança de falta à frente da área, soltou uma pancada ao lado do gol e assustou os torcedores presentes no Emirates. O Arsenal, no entanto, fez o ditado popular "Quem não faz, leva" valer. Aos 22, Lacazette invadiu a área e foi derrubado por Fred. Na cobrança, Aubameyang não desperdiçou e deixou a vantagem mais confortável. 

O segundo tento esfriou os ânimos dos visitantes, que quase levaram o terceiro após falha individual de Lindelof. O zagueiro deixou a bola passar no campo de defesa, viu Lacazette ficar com a bola e bater cruzado, à direita do alvo.

Smalling completa 200 jogos no Inglês pelo United

Contratado em 2010 junto ao Fullham, Smalling completou neste domingo 200 jogos com a camisa do United pela Premier League. O zagueiro é um dos atletas com mais tempo de casa na equipe de Manchester.

FICHA TÉCNICA

ARSENAL 2 X 0 MANCHESTER UNITED

Data e hora: 10 de fevereiro de 2019, às 13h30 (Horário de Brasília)

Local: Estádio Emirates, em Londres (Inglaterra)

Árbitro: Jonathan Moss

Auxiliares: Simon Bennett e Marc Perry

Gol: Xhaka, aos 11' do 1º tempo e Aubameyang, aos 23' do 2º tempo

Cartões amarelos: Sokratis e Kolasinac (Arsenal); Matic e Pogba (Manchester United)

Arsenal: Leno; Koscielny, Sokratis e Monreal; Maitland-Niles, Xhaka, Ramsey, Kolasinac e Ozil (Iwobi); Aubameyang (Denis Suárez) e Lacazette (Nketiah). Técnico: Unai Emery.

Manchester United: De Gea; Young, Smalling, Lindelof e Shaw; Matic (Greenwood), Fred, Pogba e Dalot (Martial); Rashford e Lukaku. Técnico: Solskjaer

Esporte