PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Grêmio visita carrasco de 2016 e aposta em sua melhor defesa em 40 anos

Rosario Central eliminou o Grêmio nas oitavas de final da Libertadores de 2016 - Juan Mabromata/AFP
Rosario Central eliminou o Grêmio nas oitavas de final da Libertadores de 2016 Imagem: Juan Mabromata/AFP

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

06/03/2019 04h00

O Grêmio abre sua caminhada na Libertadores 2019 contra um adversário que ainda está atravessado na garganta de muito gremista. Cinco anos atrás, o Rosario Central eliminou o clube gaúcho nas oitavas de final do torneio com direito a duas vitórias, no Brasil e na Argentina. Agora, o mesmo adversário vive profunda crise e o time de Renato Gaúcho goza de ótimo momento. Inclusive com direito a marca histórica de mais de 40 anos.

Invicto na temporada, o Grêmio tem ataque em alta (23 gols marcados) e defesa histórica: somente um gol sofrido em oito partidas. Somente em 1976 o clube gaúcho viveu algo igual. Naquela temporada, o time gremista ficou 10 jogos sem sofrer gol no início da temporada.

Em 2016, sob o comando de Roger Machado, o Grêmio começou a trilhar o caminho do sucesso que se tornou concreto com o título da Copa do Brasil. Antes da conquista, porém, o clube passou por uma crise. A turbulência chegou após as duas derrotas para o Rosario Central, 1 a 0 em Porto Alegre e 3 a 0 no interior da Argentina. O Grêmio decidiu demitir Rui Costa, então diretor executivo, e reviu práticas como viagens em voos comerciais e manutenção de elencos enxutos.

Em 2019, o Grêmio volta a Rosario fortalecido em campo e fora dele. Dentro das quatro linhas, o time mantém a base dos últimos quatro anos e acumula cinco títulos.

"O Grêmio joga de uma forma há dois anos e meio e não vai mudar. O grupo está consciente, tem seu esquema de jogo e gosta de jogar assim. Independente do jogador que entra, entra no esquema que a equipe está acostumada.", resumiu Renato Gaúcho.

Na comparação com a temporada passada, o Grêmio abre a Libertadores com cinco jogadores diferentes: Marcelo Grohe, Madson, Jailson, Ramiro e Cícero não estão mais no clube e serão substituídos por Paulo Victor, Leonardo, Rômulo, Marinho e Felipe Vizeu.

As pequenas mudanças no time não chegam nem perto das transformações do Grêmio após o último encontro com o Rosario Central. Para a diretoria, a Libertadores deixou lições de logística e gestão de grupo. Ainda em 2016, a conquista da Copa do Brasil iniciou um ciclo de conquistas que vem se retroalimentando. Geromel, Maicon e Luan são os remanescentes da última visita à cidade onde nasceu Messi. A nova escala pelo interior da Argentina, contudo, é encarada como prenúncio de boas novas.

"A gente tem jogado bastante contra times argentinos, a gente está bem experiente quanto a isso. Temos que fazer aquilo que fazemos nos últimos tempos, manter nosso padrão de jogo para ir lá e fazer uma boa partida", comentou Luan.

FICHA TÉCNICA
ROSARIO CENTRAL X GRÊMIO

Data e hora: 06/03/2018 (quarta-feira), às 21h30 (Brasília)
Local: estádio Gigante de Arroyto, em Rosario (ARG)
Transmissão na TV: RBS TV e Sportv
Árbitro: Roddy Zambrano (EQU)
Auxiliares: Byron Romero (EQU) e Juan Macias (EQU)

ROSARIO CENTRAL: Ledesma; Bettini, Barbieri, Cabezas e Molina; Allione (Camacho), Gil, Rinaudo e Aguirre; Lovera (Zampedri) e Riaño
Técnico: Paulo Ferrari

GRÊMIO: Paulo Victor; Leonardo Gomes, Geromel, Kannemann, Bruno Cortez; Rômulo, Maicon, Marinho, Luan, Everton; Felipe Vizeu
Técnico: Renato Gaúcho

Futebol