PUBLICIDADE
Topo
Comprar ingresso
Comprar ingresso

Corinthians

Corinthians sofre pelo alto, mas se salva de derrota para o São Bento

Do UOL, em São Paulo

02/03/2019 18h27

Os erros defensivos do Corinthians são um capítulo à parte da equipe nesta temporada. Ao visitar o São Bento na tarde de hoje, o time de Fábio Carille se complicou quando não precisava e sofreu mais um gol pelo alto, o décimo em 2019. Clayson chegou a abrir o placar, mas Paulo Henrique empatou por 1 a 1 no estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba-SP, pela nona rodada do Campeonato Paulista. O Alvinegro só não perdeu porque Alecsandro perdeu gol incrível nos acréscimos.

O empate é ruim para o Corinthians devido às circunstâncias. No grupo C, o mais disputado do Estadual, o empate contra o lanterna eleva o Alvinegro a 14 pontos, um acima da Ferroviária. O time de Fábio Carille agora tem a semana reservada a treinamentos antes de jogar clássico contra o Santos no domingo (10), na Arena. No mesmo dia, o São Bento tenta reagir contra o rebaixamento contra a Ponte Preta.

Foi bem: Sornoza é o único criativo do Corinthians

Muito se fala sobre a dependência de Gustagol para fazer gols, mas o time de Fábio Carille também precisa muito de Sornoza para conseguir criar. O meia esteve abaixo de seu nível na bola parada, mas compensou fazendo belíssima jogada individual para criar o lance do gol de Clayson. O camisa 7 só teve a ajuda de um outro meia quando Pedrinho entrou, a vinte minutos do final.

De novo? Alvinegro sofre décimo gol pelo alto em 2019

Em 14 jogos oficiais desta temporada, o Corinthians sofreu dez gols após cruzamentos. Hoje, contra o São Bento, a defesa ignorou completamente a existência de Paulo Henrique na segunda trave e viu o jogador empatar a partida na etapa final. Ainda levou a pior em dois outros lances pelo alto, mas em ambos a arbitragem acertou ao marcar impedimento dos jogadores do time de Sorocaba.

Love e Boselli quase não aparecem

Boselli disputa bola - MIGUEL PESSOA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO - MIGUEL PESSOA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Imagem: MIGUEL PESSOA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
O Corinthians apostou em dois atacantes enfiados pela primeira vez na temporada, mas Love e Boselli não renderam o esperado. O argentino teve a melhor chance no início da partida, mas desperdiçou. A partir daí, ambos ficaram escondidos entre os zagueiros, e foram os meias que apareceram mais. Boselli acabou trocado por Gustagol na reta final da partida.

Corinthians "chama" o empate

Não houve futebol magnífico por parte do Corinthians, que também não conseguiu ter controle sobre o jogo. No momento em que esteve mais inteiro, após abrir o placar, preferiu recuar ao invés de manter a posse de bola. Defensivamente, Júnior Urso e Richard fecharam muito bem o meio-campo, mas novamente houve erro defensivo em bola aérea. Ofensivamente, faltou colocar a bola um pouco mais no chão.

Campo aberto e insistência pelo alto

A marcação frouxa do São Bento facilitou a armação de jogadas por parte do Corinthians. A melhor chance da etapa inicial aconteceu logo aos dois minutos, quando Boselli se posicionou muito bem e recebeu bom passe de Avelar, mas parou no goleiro Henal (assista acima). Foi a primeira das muitas bolas alçadas pelo Alvinegro na área, algumas precipitadas.

Corinthians fica penso para a esquerda

Clayson - MIGUEL PESSOA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO - MIGUEL PESSOA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Imagem: MIGUEL PESSOA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
A formação montada por Carille teve Júnior Urso como primeiro volante, coberto por Richard e Sornoza. Este esquema concentrou o ataque pelo lado esquerdo, onde o equatoriano conseguiu combinar bem com Avelar e Clayson - faltou um pouco de capricho por ali, mas a triangulação foi boa. Do outro lado faltaram as tradicionais chegadas de Fagner, que apareceu menos por não ter um meia com quem trabalhar.

Clayson abre o placar em jogada "cantada"

Foi justamente pela esquerda que o Corinthians saiu na frente. Estava faltando um pouquinho de capricho por ali, mas o gol saiu do modo como o time vinha buscando. Sornoza afundou a marcação e recebeu bola de Avelar em posição duvidosa, enganou dois marcadores e deu para Clayson finalizar do espaço que ele próprio havia criado. O bonito chute do atacante quebrou jejum de dez meses sem marcar.

Corinthians recua, e São Bento empata

Não foi a primeira vez em 2019 que o Corinthians saiu na frente do placar, recuou demais e então perdeu o controle da partida. O time voltou para o segundo tempo tímido demais, praticamente sem chegar ao ataque, e assim viu o São Bento animar-se da forma como podia: em bolas paradas. Aos dez minutos houve um gol anulado corretamente por impedimento; aos 15 a zaga alvinegra deixou Paulo Henrique completamente livre na segunda trave e desta forma sofreu o empate.

Alecsandro perde gol inacreditável

Cansado, o Corinthians passou a se arrastar cada vez mais em campo, sem conseguir chegar com perigo uma vez sequer no segundo tempo. O time até chegou a pedir pênalti em Vagner Love, mas a arbitragem não deu. Quem teve a melhor chance da reta final foi Alecsandro, que perdeu gol inacreditável após rebote da trave: sozinho, na pequena área e com Cássio caído, o centroavante chutou torto.

Ficha Técnica

São Bento 1 x 1 Corinthians

Data: 2 de março de 2019
Local: Estádio Municipal Walter Ribeiro, em Sorocaba-SP
Hora: 16h30 (de Brasília)
Publico: 9.221 torcedores
Renda: R$ 440.645
Árbitro: Luis Flávio de Oliveira
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa
Cartões Amarelos: Wesley e Luizão (São Bento); Clayson e Pedro Henrique (Corinthians)
Cartão Vermelho: não houve

Gol: Clayson aos 38 minutos do primeiro tempo; Paulo Henrique aos 15 minutos do segundo tempo

São Bento: Henal; Edson Ratinho, Ewerton Páscoa (Wesley), Luizão e Mansur; Fábio Bahia, Alex Maranhão, Mazola, Paulo Henrique (João Paulo) e Eder Luis (Cafu); Alecsandro. Treinador: Silas.

Corinthians: Cássio; Fagner, Marllon, Pedro Henrique e Danilo Avelar; Richard (Pedrinho), Júnior Urso e Sornoza; Clayson (Gustavo Silva), Vagner Love e Boselli (Gustavo). Treinador: Fábio Carille.

Corinthians