PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Felipe Melo aprova multa a Deyverson e elogia Goulart: "Fede a gol"

Felipe Melo e Deyverson comemoram gol do título Brasileiro de 2018 - Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação
Felipe Melo e Deyverson comemoram gol do título Brasileiro de 2018 Imagem: Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação

Do UOL, em São Paulo

01/03/2019 15h13

Um dos jogadores mais experientes e com algumas confusões no currículo, Felipe Melo disse que vê em Deyverson um jogador com vontade de mudar. Em entrevista coletiva hoje à tarde, o volante do Palmeiras afirmou que o atacante tem se esforçado para não cometer os mesmos erros do passado.

O volante ainda afirmou que é importante que o clube tenha multado o atleta após a cusparada em Richard, do Corinthians. Segundo ele, a "dor no bolso" faz todo mundo aprender.

"Temos conversado com ele. O Deyverson tem seus 27 anos e, para ter uma mudança, ele precisa ter uma autocrítica. Ter vontade de mudar, coisa que vem dele mesmo. E eu vejo isso. Não vou falar o que todos falam aqui: 'o Deyverson tem um grande coração'. Todo mundo já sabe. Ele quer mudar e, por ter passado por situações como a dele, eu tento ajudar com experiência. Eu sou exemplo que dá para mudar", afirmou.

"A gente tenta ajudar com as palavras. Quando dói o bolso, é importante. Eu vejo que é um cara que quer mudar e agrega. Ele é importante, briga por todas as bolas. Sou fã do guerreiro que ele é. Ele tem meio caminho andado porque quer mudar. Ele vai melhorar", completou.

Felipe Melo também aproveitou para elogiar a estreia de Ricardo Goulart como titular. Ele deu uma assistência e fez dois gols contra o Ituano.

"O Ricardo é um cara que como eu saí cedo eu não acompanhei a trajetória dele. Sei que ele ganhou muito no Cruzeiro que eu também passei e venci. Mas não pude analisar como jogador. Tinha visto vídeos, comecei a ver nos treinos. É um cara que nos ajuda muito. É vencedor, na carreira, por onde passou venceu. Isso é bom, agrega bastante. Ele fede a gol. É importante para caramba. Queria feder a gol desta maneira", afirmou aos risos.

Por fim, o volante do Palmeiras projetou a estreia do time na Libertadores, na próxima quarta-feira, contra o Junior Barranquilla. Felipe usou os cinco minutos em que o Alviverde tomou dois gols na Bombonera na semifinal diante do Boca Juniors de exemplo a não ser seguido.

Depois de folgar ontem, o Alviverde voltou a trabalhar hoje e tem calendário cheio durante o Carnaval mesmo sem jogos no fim de semana. Felipão prometeu colocar treinos pela manhã em todos os dias a partir de amanhã. 

Felipe disse que não sentirá falta das festas e lembrou de sua juventude. "Nunca fui. Na realidade, eu sempre preferi praia. Eu gosto de um sambinha. Muito. Eu brinco em casa porque quando eu era garoto, moleque, minha mulher não me deixava ir para baile funk, não. Pagode ela deixava eu ir. Tinha um pagode que eu comia minha casquinha de siri, tomava meus negocinhos, meu guaraná, minha aguinha de coco (risos). No Funk não. Mas eu sempre preferi viajar com a família, praia. Tenho curiosidade, mas vou ter muito tempo para isso. Já já vou encerrar a carreira e vou ter tempo para curtir. É agradecer a Deus por poder trabalhar. Essa é a coisa principal", finalizou. 

Siga o UOL Esporte no

Palmeiras