Topo

Conselheira do Fla chama time de LoL de "nerds autistas" e deve ser punida

Felipe Gonçalves, o "brTT", um dos jogadores de League of Legends do Flamengo - Reprodução Twitter
Felipe Gonçalves, o "brTT", um dos jogadores de League of Legends do Flamengo Imagem: Reprodução Twitter

Vinicius Castro

Do UOL, no Rio de Janeiro

26/02/2019 17h25

Marion Kaplan, conselheira do Flamengo, causou polêmica nas redes sociais ao ofender o time de League of Legends do clube. A integrante do Conselho Deliberativo chegou a usar o autismo em uma das postagens. Por conta da repercussão negativa, ela teve a conta no Twitter desativada e criou outra. Desta vez, porém, fechada. A reportagem do UOL Esporte apurou que um inquérito será aberto, e Marion deve ser punida pelo Conselho Diretor.

Tudo começou no sábado passado, quando a conselheira decidiu atacar o clube por conta de uma postagem sobre o LoL. Segundo ela, o futebol feminino estava abandonado, enquanto um "nerd da pior espécie, símbolo do antiesporte" era divulgado. A partir daí, o panorama piorou.

Marion deixou claro que trabalhará nos bastidores para "extirpar" o LoL da estrutura do Flamengo, pois "não se trata de um esporte", já que é uma "piada pronta ambulante". Ela começou a ser rebatida por torcedores e até por integrantes da equipe, quando fez a sua postagem mais ofensiva.

Goku, também jogador do time de LoL do Flamengo - Divulgação
Goku, também jogador do time de LoL do Flamengo
Imagem: Divulgação
"Um nerd que fica horas na frente de uma tela, praticando algo que não é atividade física nem cultural. Não é ao ar livre e não serve para nada. Ou seja, se eu falar "nerd autista da pior espécie" ficou mais claro, não?".

O que será feito agora?

As postagens causaram indignação entre conselheiros e diretoria do Flamengo, já que não é a primeira vez que Marion Kaplan se envolve em polêmicas nos bastidores da Gávea. A reportagem do UOL Esporte apurou que o caso está em análise no Conselho Diretor. Pelo Estatuto do Flamengo, a conselheira pode ser suspensa por 360 dias ou até expulsa do quadro social. 

Porém, tudo depende de como a questão será tratada. A decisão pode vir diretamente do CoDi - ao mesmo tempo em que um inquérito será aberto - ou através das representações de associados que se sentiram ofendidos. O fato de Marion atuar como conselheira agrava a situação.

O que diz o Estatuto do Flamengo:

Art. 25. As infrações disciplinares dos associados e dependentes, previstas neste Estatuto, correspondem às seguintes penalidades:
I - Advertência;
II - Suspensão;

Art. 49. Veicular expressões desonrosas, por qualquer meio de comunicação, contra o FLAMENGO, ou os membros de seus Poderes, em campanha eleitoral, ou em razão de suas funções. Penalidade: suspensão até trezentos e sessenta dias ou eliminação.

Art. 50. Praticar ato de grave indisciplina social ou desportiva.
Penalidade: suspensão até trezentos e sessenta dias ou eliminação.

Parágrafo único. Incorre na mesma penalidade quem usar ou envolver o nome do FLAMENGO em campanha de qualquer natureza, estranha aos objetivos do Clube.

Art. 35. São circunstâncias que agravam a penalidade:
III - ser o infrator membro de algum dos Conselhos ou da Mesa Diretora da Assembleia Geral;

Flamengo se pronuncia

Procurado, o Flamengo se pronunciou sobre o caso através da sua assessoria de imprensa.

"A sócia do Flamengo Marion Kaplan é uma das 2700 pessoas que compõem o Conselho Deliberativo do Clube de Regatas do Flamengo. Assim como qualquer sócio proprietário, ela pôde exercer seus direitos estatutários e se inscreveu para fazer parte do Deliberativo do Clube em janeiro deste ano. As mensagens que ela postou em suas redes sociais refletem única e exclusivamente a sua opinião pessoal. O Flamengo não compactua com estas ideias".

Sobre uma possível punição, o clube afirmou que "o estatuto do Flamengo não contém uma vedação expressa contra esse tipo de manifestação em redes sociais. A existência ou não de infração disciplinar depende de julgamento justo em processo administrativo interno, que depende de reclamação por quem se julgue prejudicado".

Flamengo