PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Avallone é velado com presença de Casagrande e bandeira do Palmeiras

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

25/02/2019 22h47

Jornalistas, familiares e o ex-jogador Walter Casagrande compareceram ao velório do jornalista Roberto Avallone no Funeral Home, em São Paulo. O jornalista morreu hoje aos 74 anos por problemas cardíacos.

O caixão foi coberto com a bandeira do Palmeiras, clube do coração de Avallone. O jornalista Mauro Beting também compareceu ao velório com a camisa do clube alviverde.

O velório contou com a presença de familiares e muitos jornalistas, entre eles Alex Muller e Marília Ruiz.

Depois do velório, o corpo de Avallone será cremado às 8h de amanhã (26) em Embu das Artes, na Região Metropolitana de São Paulo.

Avallone fez história na televisão brasileira como apresentador do programa "Mesa Redonda", da TV Gazeta. A irreverência e os bordões, como "no pique", "exclamação" e "interrogação", marcaram a forma como ele se comunicava com o público. Na televisão, o jornalista ainda passou por Rede TV! Band e CNT. As últimas participações foram como comentarista do SporTV.

O jornalista também trabalhou nas rádios Eldorado, Globo, Jovem Pan, Bandeirantes, Capital, Record e Band News FM.

Nascido em 22 de fevereiro de 1945, Avallone começou a carreira na década de 1960, no jornal "Última Hora". Anos depois, ele virou chefe de reportagem do "Jornal da Tarde" e ganhou dois prêmios Esso. O jornalista deixa três filhos: Caio, Carolina e Anna Flávia.

Errata: o texto foi atualizado
Ao contrário do que foi informado anteriormente, Roberto Avallone nasceu em 22 de fevereiro de 1945 e não em 22 de janeiro de 1945.

Futebol