PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Fifa pune Chelsea com duas janelas de transferências sem poder contratar

Atual técnico do Chelsea, Sarri não terá reforços para a próxima temporada - John Sibley/Reuters
Atual técnico do Chelsea, Sarri não terá reforços para a próxima temporada Imagem: John Sibley/Reuters

Do UOL, com informações da AFP

22/02/2019 07h06

A Fifa anunciou nesta sexta-feira (22) uma punição ao Chelsea que impedirá o clube inglês de contratar novos jogadores nas duas próximas janelas de transferências do futebol europeu, ou seja, até janeiro de 2020.

A pena foi imposta por causa de irregularidades no registro de 29 jogadores menores de 18 anos. O clube ainda recebeu uma multa de 600 mil francos suíços (cerca de R$ 2,29 milhões) e terá 90 dias para regularizar da situação dos registros com problemas.

Leia também

Grupo dono do City compra time da China e passa a ter 7 clubes em sua rede
Técnico do Manchester United compara Alexis Sánchez com pote de ketchup

A punição se aplica a todas as categorias do Chelsea, com exceção do time feminino e do futsal. Jogadores que atuam no clube podem se transferir para outros.

A FA (associação inglesa de futebol) também recebeu multa de 510 mil francos suíços (cerca de R$ 1,9 milhão) e dispõe de prazo de seis meses para explicar suas regras para contratações internacionais de jogadores menores de idade.

O Chelsea recebeu a notificação nesta sexta-feira e avisou que vai apresentar um recurso de apelação na tentativa de reverter a decisão ou, ao menos, postergar a pena até uma decisão final.

A suspensão representa um golpe duro para o clube inglês, que não poderá contratar jogadores nos próximos mercados de verão e inverno, enquanto alguns de seus principais atletas, como o belga Eden Hazard, já expressaram o desejo de mudar de equipe.

Em janeiro de 2016 a Fifa anunciou punições similares a Atlético de Madrid e Real Madrid. O Real Madrid obteve do Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) uma suspensão da medida, enquanto o Atlético teve a proibição mantida até janeiro de 2018.

Esporte