PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

B. Henrique pede melhora ao Palmeiras, mas não vê obrigação em clássico

Meio-campista reconhece que as atuações do Verdão ainda estão abaixo do esperado em 2019 - BRUNO ULIVIERI/O FOTOGRÁFICO/ESTADÃO CONTEÚDO
Meio-campista reconhece que as atuações do Verdão ainda estão abaixo do esperado em 2019 Imagem: BRUNO ULIVIERI/O FOTOGRÁFICO/ESTADÃO CONTEÚDO

Arthur Sandes

Do UOL, em São Paulo

22/02/2019 17h09

Na véspera do clássico contra o Santos, Bruno Henrique ainda vê o Palmeiras precisando de ajustes neste início de temporada. O meio-campista deu entrevista coletiva na Academia de Futebol na tarde de hoje e admitiu que é preciso melhorar principalmente a parte ofensiva do Alviverde.

"É difícil medir a expectativa de cada pessoa, mas sabemos que temos que melhorar e trabalhamos para isso, para ter uma sequência forte no ano todo", ponderou Bruno Henrique, que mostrou preocupação moderada com a falta de bons jogos seguidos do Palmeiras. 

"É começo de ano ainda, mas estamos no segundo lugar da classificação geral [do Paulista], liderando nosso grupo. Estamos fazendo o nosso trabalho, mas sabemos que temos que melhorar, principalmente para encarar todas as competições de frente no segundo semestre", projetou.

Apesar de ter resultados relativamente sólidos, o Palmeiras ainda está longe de mostrar o futebol que dele se espera em 2019 - principalmente na frente. Foram apenas sete gols marcados em sete partidas nesta temporada, uma timidez na criação de jogadas que incomoda. "Houve algumas mudanças no ataque, então é natural [o tempo de adaptação]. Temos que melhorar nossa transição, as finalizações. Estamos nos cobrando para poder crescer nesse quesito", avaliou Bruno Henrique.

Tentando afastar os questionamentos, o Palmeiras entra em campo no clássico contra o Santos às 19 horas (de Brasília) de amanhã, no Allianz Parque, pela oitava rodada do Campeonato Paulista. Ambos os clubes lideram seus grupos no Estadual: o Verdão tem 14 pontos na chave B, enquanto o Peixe tem 18 no grupo A.

Vitória no clássico é obrigação?

A qualidade do elenco e a condição de mandante do clássico coloca pressão extra no Palmeiras amanhã, e uma vitória seria ideal para baixar a poeira após um empate ruim contra a Ferroviária. Na visão de Bruno Henrique, no entanto, não há favoritismo do Verdão - muito menos obrigação - mesmo que o Santos confirme as expectativas e use time misto.

"Não é obrigação. Independente de quem jogue no Santos, é sempre o Santos. Temos que respeitar qualquer jogador que esteja lá. Sabemos que será muito difícil, como sempre foi enfrentar o Santos, mas esperamos fazer um grande clássico amanhã", discursa o camisa 19.

Palmeiras