PUBLICIDADE
Topo

Carioca - 2019


Fluminense solicita que torcedores não compareçam à final no Maracanã

Divulgação/Fluminense
Imagem: Divulgação/Fluminense

Do UOL, em São Paulo

17/02/2019 13h21

Neste domingo (17), o Fluminense voltou a se manifestar após a decisão da Justiça do Rio de ter a final da Taça Guanabara, entre Fluminense e Vasco, com portões fechados. Em nota oficial, o clube das Laranjeiras solicita que seus torcedores não compareçam ao estádio do Maracanã. 

Leia também:

Justiça determina final no RJ com portões fechados após pedido do Flu 

Ousadia x segurança: Diniz e Valentim travam duelo em Flu x Vasco decisivo

Justiça determina final no RJ com portões fechados após pedido do Flu

"O Fluminense solicita aos seus torcedores que não compareçam ao estádio do Maracanã nesse domingo, em cumprimento à decisão judicial que determinou o fechamento dos portões na final da Taça Guanabara 2019", escreveu o clube em seu site oficial. 

O Fluminense ainda afirma que "sempre se norteou pela segurança do torcedor e pelo exercício regular dos seus direitos, reconhecidos pelo Judiciário". Na noite do último sábado (16), a Justiça do Rio entrou em ação e aceitou o pedido do Fluminense, determinando que a final no Maracanã aconteça sem a presença de torcedores de Vasco, mandante da partida, e Fluminense, visitante.

O imbróglio teve início quando o Tricolor solicitou que sua torcida ocupasse o setor Sul do Maracanã, fato que não foi apoiado pelo Vasco. Embasado juridicamente por possuir contrato que justificasse a ação, o Fluminense conseguiu o revés na Justiça.

Veja nota oficial do Fluminense:

O Fluminense FC solicita aos seus torcedores que não compareçam ao estádio do Maracanã nesse domingo (17/02), em cumprimento à decisão judicial que determinou o fechamento dos portões na final da Taça Guanabara 2019. O clube sempre se norteou pela segurança do torcedor e pelo exercício regular dos seus direitos, reconhecidos pelo Judiciário.

Entenda o caso

Em 1950, o Vasco foi campeão carioca e ganhou o direito de escolher o lado que sua torcida ficaria no Maracanã. A medida foi respeitada até 2013, quando o estádio passou por reformas e assinou novos contratos com os clubes. 

Como Vasco e Botafogo jogam em São Januário e Nilton Santos, respectivamente, o consórcio, então, assinou com Flamengo e Fluminense. O Rubro-negro se manteve no setor norte, enquanto o Tricolor ganhou a possibilidade de oficializar o setor sul - trocava de lado toda vez que enfrentava o Cruzmaltino.

Desde então, mesmo sob o comando de Eurico Miranda, o Vasco acatou a nova decisão e passou a ocupar o setor norte em jogos contra o Fluminense. 

O problema é que o consórcio está sob nova direção e o novo presidente, Mauro Darzé, não demonstrou muito interesse em reforçar a parceria com o Fluminense e tomou partido do Vasco desta vez.