PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Santos aumenta proposta por ex-Barcelona e torce por rescisão do Besiktas

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

23/01/2019 04h00

O Santos aumentou a proposta para contratar o lateral-esquerdo Adriano, que se destacou atuando por mais de dez anos no Barcelona, da Espanha, e hoje defende o Besiktas, da Turquia. Segundo apurou o UOL Esporte, o clube paulista aumentou a proposta para repatriar o jogador e está confiante pelo acerto.

A diretoria santista subiu o valor das luvas, que serão diluídas em dois anos de contrato, e acrescentou bonificações no acordo. Com isso, Adriano ainda poderá receber por metas alcançadas, como números de jogos, classificações, títulos, entre outros objetivos.

Além disso, o Santos aguarda uma definição de Adriano, que busca rescisão contratual amigável com o Besiktas. O contrato do jogador termina no meio desta temporada, mas o clube paulista espera contar com o jogador o mais rápido possível.

Adriano se respalda em uma crise cambial que acarretou em atrasos de salários, além de uma investigação por parte da Uefa que, desde 2015, sancionou o Besiktas com a imposição de multas e limitações na inscrição de jogadores nas competições europeias.

Vale ressaltar que a proposta inicial do Santos já dava a Adriano o status de jogador mais caro do clube. Isso porque o atleta receberá R$ 400 mil de salário e mais luvas de 1 milhão de euros (cerca de R$ 4,3 milhões) em premiação por assinatura, com pagamento ao longo dos dois anos de vínculo, uma média de R$ 180 mil a mais nos vencimentos mensais. A nova oferta é mantida em sigilo para que Adriano não chegue pressionado entre os jogadores do elenco. Hoje, o maior salário pertence ao goleiro Vanderlei.

O valor dá o tom da importância de Adriano para Jorge Sampaoli. O técnico vê a experiência do brasileiro como fundamental para o elenco. A polivalência, tendo atuado nas duas laterais e no meio-campo no Barcelona entre 2010 e 2016 também o valoriza no mercado.

Sampaoli gosta de atletas de defensores que saibam sair jogando com a bola nos pés e evitam os chutões para o campo do adversário. Neste cenário, a escola Barcelona pesa a favor de Adriano.

Futebol