PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Pai de Emiliano Sala se diz desesperado com falta de notícias sobre avião

Do UOL, em São Paulo

22/01/2019 11h21

Pai do jogador argentino Emiliano Sala, Horacio Sala está desesperado com a falta de informações sobre o desaparecimento do avião em que viajava seu filho. A aeronave de pequeno porte perdeu o contato com a torre de controle na noite da última segunda-feira (21), no Canal da Mancha.

"Não há novidade. Estou desesperado. Ninguém me ligou e eu descobri pela televisão. Eu estou em Rosário e ninguém me disse nada ainda, nem do Nantes, nem do Cardiff", relatou o Horacio Sala ao canal "C5N".

Leia também:

O atleta, que era do Nantes, estava a caminho de sua apresentação no Cardiff City, no País de Gales. A Guarda Costeira da Grã-Bretanha realiza buscas nas proximidades da fronteira marítima entre Inglaterra e França, desde que o avião sumiu do radar, a cerca de 20 quilômetros ao norte da ilha Guernesey. Além de Sala, um piloto estava no voo. 

As buscas para encontrar o avião que levava duas pessoas foram interrompidas durante a madrugada pelas difíceis condições meteorológicas e retomadas esta manhã, segundo a Polícia de Guernesey, que não divulgou a identidade dos passageiros.

"O avião pertence ao dono do Cardiff City. Eles nos informaram que o avião estava desaparecido e que estavam procurando por ele", falou Mercedes, mãe de Emiliano Sala, também ao "C5N".

Atacante de 28 anos, Sala se transferiu ainda jovem para a França, onde iniciou sua carreira profissional no Bordeaux. Em 2015, ele foi contratado pelo Nantes, por onde se destacou. Antes, ele já havia jogado por empréstimo no Órleans, Niot e Caen. 

No último sábado (19), o jogador assinou um contrato de três anos e meio com o Cardiff City, que disputa o Campeonato Inglês. O valor não foi divulgado, mas segundo a imprensa britânica o clube galês bateu o recorde de transferência, superando os 11 milhões de euros pagos pelo chileno Gary Medel em 2013. 

"A última vez em que falei com ele foi no domingo. Ele está morando apenas na França e ficou feliz com a transferência. Estou esperando horas e ninguém me chamou ainda. Estou desesperado", acrescentou o pai Horacio.

"Não espero achar ninguém vivo", diz oficial

John Fitzgerald, diretor do Channel Islands Air Search (serviço de busca e salvamento de resposta rápida), envolvido nas buscas do avião que estava o jogador argentino Emiliano Sala, afirmou que não espera encontrar nenhum sobrevivente.

"Não espero que alguém esteja vivo. Eu não acho que a guarda costeira também esteja. Nós simplesmente não sabemos como o avião desapareceu", afirmou o oficial em entrevista à 'Associated Press'.

Futebol