PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Presidente não vai à reunião, e Elias tem futuro indefinido no Atlético-MG

Elias, volante do Atlético-MG, esperava reunião com o presidente na tarde desta segunda-feira - Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG
Elias, volante do Atlético-MG, esperava reunião com o presidente na tarde desta segunda-feira Imagem: Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

21/01/2019 17h57

A reunião marcada por Eliseu Trindade, pai e representante de Elias, com a diretoria do Atlético-MG não terminou da maneira que se imaginava. O presidente Sérgio Sette Câmara não compareceu ao encontro ocorrido na tarde desta segunda-feira (21) e enviou o diretor de futebol Marques e o advogado Lucas Ottoni para falar com a dupla. O futuro do atleta não foi definido na conversa.

A diretoria do Galo informou a Elias e ao pai Eliseu que não renovará o contrato do jogador e também descartou uma liberação ao Inter, o que já estava praticamente certo em dezembro do ano passado. No fim de 2018, o mandatário atleticano havia oferecido o jogador a vários clubes e havia alinhavado uma transferência para Porto Alegre. Entretanto, recuou no caso.

Esta foi a terceira vez que Elias tentou se reunir com Sérgio Sette Câmara. Em todas as conversas anteriores, o presidente enviou intermediários para representá-lo. As duas primeiras foram um pedido do jogador. Agora, foi Eliseu quem solicitou o encontro. Por tais acontecimentos, a dupla se sentiu desrespeitada.

O meio-campista de 33 anos já demonstrou interesse de ficar em Belo Horizonte e esperava receber uma oferta para estender o vínculo que se encerra em dezembro de 2019. O Galo, inclusive, já havia falado sobre o desejo de mantê-lo por meio de sua assessoria de imprensa. Os mineiros, todavia, não fizeram proposta para ampliar o acordo do volante.

Em dezembro do ano passado, mesmo com Elias deixando claro o desejo de seguir na Cidade do Galo, o mandatário Sérgio Sette Câmara tentou se desfazer do atleta. O dirigente chegou a aceitar a oferta do Internacional e comunicou ao próprio jogador. Chateado com a postura do cartola, o meio-campista deu aval para a proposta colorada, de dois anos de contrato.

Com tudo apalavrado para a ida do jogador ao Beira-Rio, o Galo mudou de ideia e desistiu do acordo, pedindo 2,5 milhões de euros (R$ 10,7 milhões) para liberá-lo em definitivo. Os mineiros têm 70% dos direitos econômicos do volante.

Em 27 de dezembro passado, antes o Jogo das Estrelas, comandado por Zico, Elias deixou claro que pretende seguir no Atlético.

"Ninguém me procurou ainda. Só soube pela imprensa. Soube que o Inter procurou, mas pretendo ficar e renovar com o Atlético", declarou.

Futebol