PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Sampaoli diz que desconhecia situação financeira do Santos e pede reforços

João Henrique Marques

Colaboração para o UOL, em Santos (SP)

18/01/2019 12h47

O treinador Jorge Sampaoli diz não gostar falar de números. Recusa comentar a situação financeira do Santos, e destacou nesta sexta-feira (18) não ter a consciência da capacidade da busca por reforços ao aceitar comandar o clube. Apesar disso, a expectativa é de que contratações aconteçam no clube.

"Não estava sabendo da situação financeira do clube. Sabia que o Santos daria a chance de ser grande e brigar por situações, mesmo com ausências de Gabigol e Rodrygo. Uma equipe que terminou em décimo no lugar ano passado (Campeonato Brasileiro) precisa de reforços", destacou Sampaoli.

Leia também:

"Agora há a necessidade de reforços. Houve essa promessa e espero que isso aconteça. Mas o clube não me disse que não estava bem, não tem esse problema. Se isso acontecesse, a realidade seria outra", insistiu no tema.

Antes da entrevista, Sampaoli comentou com a assessoria de imprensa do Santos que jamais vai mentir aos jornalistas. Só que um pedido de que a coletiva não passasse de 15 minutos foi feito.

"Ainda temos que trabalhar muito. Potencializar o Santos com novos reforços. Aguardo isso acontecer. Vim aqui e espero uma equipe forte", voltou a se posicionar.

Até o momento o Santos conta com apenas dois reforços para a temporada. São eles o zagueiro Felipe Aguilar, e o meia-atacante Yeferson Soteldo.

Futebol