PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Atlético-MG investe mais de R$ 20 mi na defesa e reforça ataque de graça

Zagueiro Igor Rabello foi o investimento mais elevado do Atlético-MG em 2019 - Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG
Zagueiro Igor Rabello foi o investimento mais elevado do Atlético-MG em 2019 Imagem: Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

15/01/2019 04h00

O Atlético-MG investiu alto para reforçar o sistema defensivo em 2019. No entanto, adota uma política distinta no ataque. Com auxílio de parceiros, o clube gastou mais de R$ 20 milhões para encorpar a retaguarda. Por outro lado, buscou jogadores gratuitamente para o ataque.

Os mineiros já anunciaram seis reforços. Réver, Igor Rabello e Guga chegaram para o sistema defensivo. O clube pagou um valor baixo para adquirir os direitos econômicos de Réver, de acordo com o apurado pelo UOL Esporte. Os números não superam a casa de R$ 1 milhão e foram pagos ao Internacional. No entanto, são tratados com sigilo. Ídolo do clube por conta do título da Libertadores em 2013, o defensor assinou por três anos.

Rabello deixou o Botafogo para ir à Cidade do Galo por R$ 13 milhões. Ele foi adquirido com a ajuda do Banco BMG. A empresa desembolsou o montante à vista para levar o atleta ao clube. Em Belo Horizonte, o General, como é conhecido, assinou até o fim de 2022.

A situação de Guga é semelhante. Com a TFM Agency (antiga Traffic) como parceira, o Galo pagou 1,8 milhão de euros (R$ 7,64 milhões na cotação atual) para tirar o lateral direito do Avaí. O atleta tem vínculo com duração de cinco temporadas em BH.

Somados, os investimentos feitos somente para contratar os defensores superam as cifras de R$ 20 milhões.

O volante Jair chegou ao clube após o perdão de uma dívida de R$ 1,3 milhão. O Sport, ex-clube do meio-campista, ainda tinha o débito por conta da compra de André, em fevereiro de 2017. O contrato de Jair com os mineiros se encerra no fim de 2022.

Por outro lado, o clube tem feito investimentos mais modestos no setor ofensivo. Os dois reforços anunciados chegaram à Cidade do Galo de forma gratuita.

Apresentado nessa segunda-feira (14), Vinicius chegou à Cidade do Galo depois de ver o vínculo que tinha com o Bahia chegar ao fim. O atleta estava livre desde dezembro do ano passado e não onerou os cofres do clube para firmar o acordo até o fim de 2020.

O mesmo aconteceu com Maicon Bolt, confirmado como novo reforço do clube na fim da tarde dessa segunda-feira. O atacante rescindiu o contrato com o Antalyaspor, da Turquia, na última quarta-feira (9) para assinar com os mineiros em definitivo. O atleta também não demandou investimento para assinar compromisso até dezembro de 2021.

Papagaio ainda não foi confirmado, mas chegará à Cidade do Galo de forma gratuita. O atacante de 19 anos será emprestado ao clube, que poderá adquiri-lo em definitivo ao fim do contrato. O jovem já fez até exames médicos para ir à capital mineira.

O Atlético ainda não deu uma posição oficial ao estafe de Óscar Romero sobre a volta ao Brasil. O clube tenta acordo com um investidor para pagar os US$ 20 milhões (R$ 74 milhões) necessários para tê-lo em Belo Horizonte. O montante se refere a taxa de contratação, salários, luvas e comissões de agente.

Futebol