PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Perfil da Adidas responde brincadeira de Bolívia, e palmeirenses se ofendem

Allianz Parque se tornou uma das principais fontes de renda do Palmeiras - Eduardo Knapp/Folhapress
Allianz Parque se tornou uma das principais fontes de renda do Palmeiras Imagem: Eduardo Knapp/Folhapress

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

14/01/2019 18h31

A resposta da Adidas a uma brincadeira do youtuber Bolívia, do canal Desimpedidos, gerou revolta entre um grupo de torcedores do Palmeiras, clube patrocinado pelos alemães até o fim do ano passado. Os palmeirenses viram a réplica da fornecedora de materiais esportivos como uma provocação ao antigo parceiro, atualmente vestido pela Puma - a empresa negou qualquer indireta após ser questionada pelo UOL Esporte.

O youtuber postou uma lista com os sete pecados capitais do torcedor de futebol, deixando um espaço vago para os internautas interagirem. A Adidas, por intermédio do seu perfil em português, questionou Bolívia se "aplaudir renda" entraria na lista proposta no Twitter.

Os palmeirenses reclamaram do posicionamento da Adidas e viram como uma indireta para o atual campeão brasileiro. A empresa, em comunicado enviado à reportagem, negou qualquer relação com o antigo parceiro.

"O tuíte em questão não possui relação com o Palmeiras. Não faz, inclusive, parte do nosso comportamento estimular esse tipo de rixa. Estávamos simplesmente colaborando com alguns novos modismos do futebol iniciados e listados pelo Bolívia, apresentador do Desimpedidos", posicionou-se a Adidas.

"Como o vínculo com o Palmeiras acabou recentemente, parte da torcida encarou como uma indireta. Na thread, é possível ver a continuidade da conversa em tom amistoso com um torcedor que nos questionou a respeito do tuíte - e desejamos, independentemente do patrocinador, muito sucesso ao gigante alviverde", acrescentou a empresa.

Os aplausos à renda se tornaram cena comum nos jogos do Palmeiras no Allianz Parque.

O clube tem a arena como uma fonte de renda importante e constantemente quebra recordes em partidas importantes. A média bruta em 2018, por exemplo, atingiu a casa dos R$ 2 milhões.

A maior marca do Palmeiras no Allianz Parque ocorreu na final da Copa do Brasil de 2015. Na decisão contra o Santos, o clube arrecadou R$ 5.336.631,25 na vitória sobre o Santos, conquistada nos pênaltis. 

Futebol