PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Santos aceita vender Victor Ferraz, mas São Paulo terá de subir proposta

Victor Ferraz em ação pelo Santos; lateral direito interessa ao São Paulo - GUILHERME DIONíZIO/CÓDIGO19/ESTADÃO CONTEÚDO
Victor Ferraz em ação pelo Santos; lateral direito interessa ao São Paulo Imagem: GUILHERME DIONíZIO/CÓDIGO19/ESTADÃO CONTEÚDO

Bruno Grossi e Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

20/12/2018 04h00

Apesar de o técnico Jorge Sampaoli dizer que tentará convencer o lateral Victor Ferraz a permanecer no Santos, o camisa 4 não é inegociável. Segundo apurou o UOL Esporte, a diretoria aceita vender o jogador para o São Paulo, principal interessado, mas espera uma proposta mais interessante dos tricolores.

A reportagem ainda apurou que o Santos já recusou a troca de Ferraz pelo atacante Santiago Tréllez, sugerida pelo São Paulo. Por conta disso, o clube do Morumbi enviou uma proposta somente em dinheiro para ficar com o lateral. Inicialmente, a diretoria alvinegra rejeitou a oferta, mas admite nos bastidores que ainda pode liberar o jogador caso o Tricolor aumente a oferta.

A diretoria do Santos e o departamento de futebol, hoje comandado pelo ex-volante Renato, avaliam que Victor Ferraz não é inegociável pois o seu reserva, Daniel Guedes, é bastante promissor. Aliás, o "prata da casa" chegou a ganhar a posição de titular sob o comando de Jair Ventura no primeiro semestre deste ano, mas Ferraz recuperou o posto com a chegada de Cuca.

A recusa em relação a Tréllez passa por dois motivos: um suposto avanço na contratação de um centroavante para substituir Gabigol e o limite de estrangeiros por jogo, já excedido pelo número de jogadores de fora do país no elenco. Hoje, o Santos conta com o uruguaio Carlos Sánchez, o paraguaio Derlis González, o costarriquenho Bryan Ruiz, o colombiano Jonathan Copete e o argentino Fabián Noguera, que retorna de empréstimo do Estudiantes.

Apesar da chance de Copete deixar o clube, a chegada de Tréllez atrapalharia os planos de Jorge Sampaoli, que já indicou jogadores estrangeiros que, em sua visão, são mais interessantes que o são-paulino. Um deles, aliás, é o atacante Gagliotti, do Independente, da Argentina.

Publicamente, o presidente José Carlos Peres confirma o problema com os estrangeiros e diz que não negocia Victor Ferraz pois o lateral faz parte dos planos de Sampaoli.

"O Tréllez é um grande jogador, me passou desapercebido que ele é colombiano, nós já temos uma cota de estrangeiros. E toda vez sempre que contratarmos um estrangeiro teremos que tirar outro do caminho. É uma cota. Não adianta, vou fazer o que? Deixar o jogador lá não dá. O Victor Ferraz foi colocado pelo Sampaoli como peça importante para ele. Está descartada a venda dele", disse.

Jara é estudado como reserva de Guedes

Caso Victor Ferraz deixe o Santos, a diretoria deve ir ao mercado em busca de um substituto - pelo menos um reserva para Daniel Guedes. Recentemente, foi oferecido à diretoria o argentino Leonardo Jara, do Boca Juniors, que é volante de origem, mas tem atuado na lateral direita há duas temporadas.

Ainda em conversas com o Santos por Victor Ferraz, o São Paulo continua animado com a proximidade de um acordo. O jogador já esteve bem perto de ser contratado no início deste ano, quando o então executivo de futebol do alvinegro, Gustavo Oliveira, vetou o acordo de última hora e frustrou os tricolores. 

Futebol