PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Estátua de Renato Gaúcho no Grêmio pode ser inaugurada já em fevereiro

Renato Gaúcho comemora gol contra o Hamburgo na final do Mundial de 1983 - Divulgação/Grêmio
Renato Gaúcho comemora gol contra o Hamburgo na final do Mundial de 1983 Imagem: Divulgação/Grêmio

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

15/12/2018 04h00

A estátua de Renato Gaúcho deve ser inaugurada em fevereiro. O processo de construção da peça já entrou na reta final, mas ainda requer período para fundição e seleção de local. O Grêmio já definiu que a obra em homenagem ao ídolo, herói em 1983 e treinador na nova era de conquistas, ficará na esplanada da Arena.

O plano original era inaugurar a estátua em setembro, mês de aniversário do Grêmio e de Renato. O calendário foi atualizado para dar mais tempo aos artistas plásticos envolvidos na produção.

A comissão criada para tocar a homenagem se reuniu nesta semana e definiu novo cronograma. Antes do encontro, havia previsão de inauguração em janeiro. Agora, a ideia é data próxima a estreia do time como mandante na Libertadores de 2019 para realizar um evento maior.

O processo, agora, se encontra na etapa de fabricação de moldes para fundição da peça. A previsão é que esse estágio demande 30 dias. Depois, haverá definição de local na esplanada da Arena do Grêmio. Por conta do peso e dimensão, haverá escolha criteriosa do espaço.

A estátua terá 2,20m de altura e ficará fixada em base de mármore. A pose reproduzida é a comemoração de Renato após marcar um dos gols na vitória em cima do Hamburgo, na final do Mundial de Clubes de 1983, no Japão.

A ideia de dar estátua a Renato Gaúcho nasceu logo depois do título da Copa do Brasil, no final de 2016. Em entrevista coletiva pós-jogo contra o Atlético-MG, na final, o próprio treinador reivindicou a homenagem. Ao longo de 2017, o projeto ganhou força e virou oficial no clube.

A estátua foi aprovada por unanimidade entre os conselheiros em dezembro do ano passado. A comissão para tratar do tema foi formada no início de 2018, e a partir dali houve escolha da imagem a ser reproduzida e elaboração com argila e outros materiais maleáveis.

Em agosto, Renato visitou o ateliê e analisou a pose escolhida e reproduzida pelo trio de artistas. Theo Felizzola, Iouri Petrov e Jamil Fraga assinarão a obra. Petrov é natural de Minski, cidade da antiga União Soviética e que vive no Brasil há 21 anos. Fraga é dono da fundição onde será finalizada a estátua.

Aos 56 anos, Renato renovou contrato com o Grêmio pela terceira vez. O novo vínculo tem validade até dezembro de 2019.

Futebol