PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Cruzeiro fala em "regra de exceção" e promete recorrer sobre multa de Fred

Atlético-MG ganhou decisão na CNRD, mas Cruzeiro vai recorrer na CBMA - Pedro Vale/AGIF
Atlético-MG ganhou decisão na CNRD, mas Cruzeiro vai recorrer na CBMA Imagem: Pedro Vale/AGIF

Do UOL, em Belo Horizonte

11/12/2018 18h01

O Cruzeiro não aprovou a decisão da Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD) que deu ganho de causa ao Atlético-MG pela cobrança de R$10 milhões referentes à multa do atacante Fred, que se despediu do Galo no final do ano passado e assinou com a Raposa. Em nota oficial, o clube celeste informou que recebeu a notícia com estranheza e prometeu não medir esforços para reverter a situação.

Com a decisão favorável ao rival Atlético, o Cruzeiro vai entrar com um recurso no Centro Brasileiro de Mediação e Arbitragem para reverter a situação. Como o clube é 'réu solidário' na ação, será ele o responsável por arcar com a multa de Fred se a futura decisão indicar que o pagamento deverá ser feito.

Confira a nota oficial do clube:

"O Cruzeiro Esporte Clube torna público que recebeu com estranheza a decisão proferida pela Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD) da Confederação Brasileira de Futebol em relação ao caso envolvendo seu atleta Fred, uma vez que a legislação, tanto nacional quanto internacional, que trata o caso é muito precisa no sentido de proibir qualquer interferência de terceiros em contratos de atletas, como é o caso

O Clube acredita que, para tal decisão, o tribunal criou uma regra de exceção extremamente perigosa, que abre um precedente lesivo e notadamente danoso ao futebol brasileiro e às relações esportivas de qualquer natureza

O Cruzeiro, que figura como parte interessada no processo, informa que não medirá esforços no auxílio ao seu atleta Fred, e que tomará todos os caminhos necessários para ajudar o jogador a reverter a decisão, que é de primeira instância, inclusive em questionamento sobre a competência e adequação desta decisão.

Especialmente para este caso, o Cruzeiro contratou o advogado que é considerado um dos melhores do mundo, no qual o Clube confia e acredita no trabalho realizado, o que nos dá a plena convicção de que haverá em novas esferas e juízos uma reversão desta decisão inicial que ultrapassa o limite do absurdo."

Relembre o caso

A briga entre Atlético e Fred se iniciou em dezembro de 2017. Há quase um ano, o jogador rescindiu o contrato com o Galo e, no acordo, se comprometeu a pagar R$ 10 milhões ao ex-clube em caso de assinatura de vínculo empregatício com o arquirrival Cruzeiro até o último dia de 2018.

Menos de um dia após a quebra do contrato com o Atlético, o centroavante vestiu a camisa da Raposa. No compromisso, solicitou o pagamento da multa pelo novo empregador. A Raposa acatou o pedido e aceitou colocá-lo em contrato. O "sim" da diretoria celeste foi registrado em cartório.

Apesar de aceitar arcar com os eventuais custos, o Cruzeiro não efetuou qualquer pagamento, alegando que a justiça iria definir se a medida é considerada legal ou não. Desde janeiro, as partes aguardavam esse parecer da CNRD.

Futebol