PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Drogba confirma aposentadoria: "Muito orgulhoso por tudo que conquistei"

Drogba jogou pela última vez em 8 de novembro - Reprodução/Facebook
Drogba jogou pela última vez em 8 de novembro Imagem: Reprodução/Facebook

Do UOL, em São Paulo

22/11/2018 09h38

Na manhã desta quinta-feira (22), Didier Drogba confirmou sua aposentadoria como jogador de futebol profissional. Através de sua conta oficial nas redes sociais, o agora ex-atleta publicou uma imagem de quando era apenas uma criança em um campo de futebol e disse que sente muito orgulhoso da carreira.

Leia também:

“1989, onde tudo começou. Quando penso nos últimos 20 anos da minha carreira profissional, olhar para essa foto não tem como não ficar orgulhoso por tudo o que conquistei, mas, acima de tudo, em como essa jornada me moldou como homem”, escreveu Drogba.

“Se alguém lhe disser que seus sonhos são muito grandes, apenas diga obrigado e trabalhe mais e de forma mais inteligente para transformá-los em realidade. Sempre acredite. Eu quero agradecer a todos os jogadores, dirigentes, equipes e torcedores que eu conheci e fizeram desta jornada uma das melhores. Também um enorme obrigado e muito amor à minha família. Esperando ansiosamente pelo próximo capítulo”, acrescentou.

O último jogo de Drogba foi a derrota de seu time, o Phoenix Rising, na final da Soccer League (USL). A equipe do marfinense enfrentou o Louisville City, na decisão realizada no dia 8 de novembro, e perdeu por 1 a 0.

1989 or where it all started!! When I think of the last 20 years of my professional career, looking at this picture can’t make me more proud of what I’ve achieved as a player but most importantly how this journey as shaped me as a man. If anyone tells you your dreams are too big, just say thank you and work harder and smarter to turn them into reality. #alwaysbelieve I wanna thank all the players, managers, teams and fans that I have met and made this journey one of a kind!!! Also a huuuuge thank you and love to my family ♥?, my Personal Team for supporting me all my career during all the ups and downs no matter what. Looking forward to the next Chapter and hoping God will Bless me as much as he did for my football career DD11 1989 Là où tout à commencé !! Quand je pense aux 20 dernières années de ma carrière professionnelle, regarder cette photo de ma première licence, ne peut que me rendre plus fier de ce que j’ai accompli en tant que joueur mais plus important encore, comment cette aventure à fait de moi l’homme que je suis aujourd’hui. Si quelqu’un vous dit un jour que vos rêves sont trop grands, acquiescez et travaillez plus dur plus intelligemment pour les rendre réalité!!!! J’aimerai remercier tous les joueurs, coachs, équipes, et supporters, que j’ai rencontré et ont fait de cette carrière un moment très spécial. Un grand merci du fond du cœur à toute ma famille, mon « équipe personnelle » de m’avoir soutenu durant toute ma carrière, dans les bons comme dans les mauvais moments. Hâte de démarrer le prochain chapitre en espérant que Dieu me bénisse une fois de plus comme il l’a fait pendant toute ma carrière DD11 #Dunkerque #Abbeville #Tourcoing #Vannes #LevalloisPerret #Lemans #Guingamp #Marseille #Chelsea #Shanghai #istanbul #Montreal #phoenix @usldunkerqueofficiel @levalloisfootball @lemansfc.officiel @eaguingamp @olympiquedemarseille @chelseafc @shanghaishenhua @galatasaray @impactmontreal @phxrisingfc

A post shared by didierdrogba (@didierdrogba)

on

Nascido em Abidjan em 11 de março de 1978, Drogba foi o grande nome do Rising, que fez sua melhor campanha na história, mas ficou sem o título. Ainda no ano passado, o centroavante declarou que esta seria a última temporada da carreira.

'Didi' estreou como profissional há 20 anos com a camisa do Le Mans, clube da cidade aonde chegou ainda criança. Depois, passou por Guingamp e Olympique de Marselha até se transferir para o Chelsea, clube do qual é um dos maiores ídolos em toda a história.

Pelos 'Blues', conquistou quatro títulos do Campeonato Inglês e a inédita Liga dos Campeões, na temporada 2011-2012, além de quatro Copas da Inglaterra, três Copas da Liga e duas Supercopas da Inglaterra. Passou ainda por Shanghai Shenhua, Galatasaray e Montreal Impact até chegar ao Rising.

Pela seleção de Costa do Marfim, disputou três Copas do Mundo (2006, 2010 e 2014) e foi vice-campeão da Copa Africana de Nações duas vezes, em 2006 e 2012. Foram 105 jogos no total, mas, curiosamente, ele não participou da campanha continental vitoriosa dos 'Elefantes' em 2015.

Futebol