PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Inter avalia contribuição e pondera sobre permanência de Wellington Silva

Wellington Silva tenta jogada durante treinamento do Internacional em Porto Alegre - Ricardo Duarte/Inter
Wellington Silva tenta jogada durante treinamento do Internacional em Porto Alegre Imagem: Ricardo Duarte/Inter

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

17/11/2018 11h00

O Inter não tem definida situação de Wellington Silva. O crescimento do jogador na reta final do Brasileiro é um ponto favorável para renovação de contrato. Contudo, os períodos afastado em razão de lesões deixam o Colorado em dúvida.

Ainda que tenha crescido nos jogos finais, a trajetória de Wellington em 2018 ficou bem aquém do que o Inter esperava em sua chegada. Foram, até agora, 348 minutos em campo divididos em 15 apresentações. Apenas um gol marcado.

Com vínculo de empréstimo até o fim do ano e contrato com o Fluminense, ele não tem futuro definido. Conforme apurou o UOL Esporte, não há cláusula de compra prevista em contrato mas a negociação para uma eventual permanência não seria o principal empecilho. A avaliação é qualitativa.

A dúvida entre os dirigentes do Internacional é a real contribuição do jogador comparado com o quanto ele custa aos cofres do clube. Wellington é considerado um atleta de preço elevado para participar pouco dos jogos. Precisa ser protagonista para que o investimento possa valer a pena.

E é esta interrogação que acompanha os debates nos gabinetes do Beira-Rio. Mesmo que os elogios pela arrancada sempre o acompanhem em manifestações oficiais.

"Eu fiz um esforço muito grande para conseguir trazer ele. Tínhamos muita expectativa que ele pudesse nos ajudar neste ano. Pela qualidade que tem, é um jogador de bom passe, bom chute, finalização... A gente sabia que ele tinha uma pequena lesão no começo, um problema de púbis, tratou, ficou bom. Mas teve algumas infelicidades em seguida. Hoje ele vem, de novo, treinando bem e se destacando. Fez um bom primeiro tempo (contra o América-MG), depois teve cãibras, que é natural por não estar jogando. É um jogador em quem continuamos acreditando. Tivemos uma conversa longa com ele na semana passada, falei do ano que vem, da possibilidade de ficar, ele se mostrou feliz com isso. Nos próximos dias devemos manter contato sobre este assunto", adiantou o vice de futebol Roberto Melo.

Dependerá do que pretende o Fluminense e de uma avaliação final sobre o elenco a permanência ou não para mais um ano em Porto Alegre.

Com 25 anos, Wellington Silva surgiu muito cedo para o futebol. Cria da base do Fluminense, foi vendido ao Arsenal, da Inglaterra, e rodou por clubes como Levante, Alcoyano, Ponferradina, Murcia e Almería, na Espanha, além do Bolton, da Inglaterra. Em 2016 voltou para o Fluminense, clube com o qual ainda possui um ano e meio de vínculo. 

Futebol