PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Berlusconi proíbe barba, brinco ou tatuagem em time da 3ª divisão italiana

Flavio Lo Scalzo/ANSA via AP
Imagem: Flavio Lo Scalzo/ANSA via AP

Do UOL, em São Paulo

05/10/2018 21h02

O ex-primeiro ministro italiano Silvio Berlusconi já deu a sua primeira declaração polêmica após assumir o comando do Monza, time da 3ª divisão da Itália. Ao falar sobre os planos para o futuro da equipe, o ex-dono do Milan revelou critérios bastante inusitados para os atletas.

De acordo com Berlusconi, a equipe será composta apenas por italianos, que não poderão ter barba, tatuagens ou usar brincos.

"Será um time jovem, composto por jogadores italianos. Eles terão cabelo em ordem, já encontramos um cabeleireiro que contará o cabelo dos atletas de graça. Sem barba, sem tatuagens, e não poderão usar brincos", disse.

Além disso, Berlusconi afirmou que seus jogadores terão um comportamento diferente dentro e fora de campo. 

"Seremos um exemplo no campo. Os atletas pedirão desculpas quando fizerem uma falta e tratarão o árbitro como um cavalheiro", afirmou o dirigente.

"Quando lhes pedirem um autógrafo, escreverão bem seus nomes e sobrenomes. Sempre sairão bem vestidos. Quero algo diferente do futebol moderno", completou.

Na atual temporada, o Monza soma três vitórias e uma derrota após quatro rodadas na 3ª divisão do Campeonato Italiano. 

Futebol