Topo

Futebol


Scarpa abre mão de dinheiro, Palmeiras paga Flu e briga judicial acaba

Gustavo Scarpa em ação na partida entre Fluminense e Palmeiras - REUTERS/Sergio Moraes
Gustavo Scarpa em ação na partida entre Fluminense e Palmeiras Imagem: REUTERS/Sergio Moraes

Danilo Lavieri e Leo Burlá

Do UOL, em São Paulo e Rio de Janeiro (RJ)

03/10/2018 19h44

A briga judicial entre Gustavo Scarpa e Fluminense está encerrada. Segundo apurou o UOL Esporte, para que o clube carioca desistisse de melar as negociações nos tribunais, o atleta precisou dar parte do que receberia como luvas para o seu ex-clube. Além disso, para compor o valor do acerto, o Palmeiras também topou pagar o time das Laranjeiras.

O total envolvido na negociação foi de 1,5 milhão de euros (quase R$ 7 milhões). A última pedida da equipe do Rio de Janeiro havia sido de 4 milhões de euros (quase R$ 18 milhões na cotação atual). Os paulistas recusaram prontamente.

Em seu site, o Tricolor também não deu detalhes do acordo e disse que sempre buscou o entendimento entre as partes. Os cariocas ainda disseram torcer pelo sucesso do meio-campista no futuro.

"O Fluminense Football Club comunica que chegou a um acordo com o atleta Gustavo Scarpa e com a Sociedade Esportiva Palmeiras. O clube sempre buscou este caminho e deseja ao atleta sorte e sucesso no restante da carreira. Agradecemos ao atleta pelo profissionalismo, dedicação e conduta correta durante todo o período em que esteve conosco", informou o site do Flu.

Para fechar com o Palmeiras, Scarpa havia acertado luvas de 6 milhões de euros. Na cotação atual, isso corresponde a quase R$ 27 milhões. O atleta ainda não havia recebido esse montante por estar enfrentando os problemas na Justiça.

Ele conseguiu a liberação do Fluminense com base em uma decisão judicial por falta de pagamento. Essa liminar foi derrubada mais de uma vez, o que afastou o atleta de suas atividades no Alviverde. Atualmente, ele não está em campo por problemas de lesão.

Mais Futebol