PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Fã da Vila, Cuca vê Santos abaixo no Pacaembu e cria impasse com diretoria

Siga o UOL Esporte no

Do UOL, em Santos (SP)

28/09/2018 04h00

O Santos fez na noite desta quinta-feira (27), diante do Vasco, a sua terceira partida no Pacaembu com o técnico Cuca no comando. Em nenhuma delas, o time conseguiu sair vitorioso, o que fez o comandante santista admitir preocupação não só com os resultados, mas, especialmente, com o desempenho apresentado pela equipe no estádio da capital.

“Preocupa. Eu joguei aqui três vezes, Grêmio [0 a 0], Independiente [0 a 0] e Vasco [1 a 1]. Não conseguimos fazer um jogo bom como na Vila. Então tem que buscar o porquê disso. A gente tem que jogar bem aqui também”, afirmou Cuca em entrevista coletiva no Pacaembu.

O técnico santista não esconde que prefere mandar os jogos na Vila Belmiro. Nesta semana, fez até um pedido ao presidente José Carlos Peres para retornar o clássico contra o Corinthians, marcado para o dia 13 de outubro, no Pacaembu, para a cidade do litoral.

Em entrevista ao UOL Esporte, o mandatário alvinegro disse estudar a possibilidade, mas deu a entender que a mudança não deve acontecer para que seja cumprida a promessa feita por ele de dividir os jogos como mandante entre Vila Belmiro e Pacaembu.

“Por enquanto está mantido para o Pacaembu, até pela grade da Globo e tudo que está relacionado com o jogo, como o mosaico que está sendo preparado pela torcida, e também pela promessa que a gente fez de 50% dos jogos serem em São Paulo e 50% em Santos. Nós fomos conversar com o Cuca e eles realmente pediram para mudar para a Vila. Falei das dificuldades, desses movimentos entre a Vila e o Pacaembu, e que era a vez de São Paulo ter o clássico. Mas acho que é um assunto para a semana que vem”, afirmou Peres à reportagem.

Torcida do Santos abre uma enorme bandeira nas arquibancadas do Pacaembu  - Rubens Cavallari/Folha Imagem/Folhapress - Rubens Cavallari/Folha Imagem/Folhapress
Time do Santos não vem se saindo bem nos jogos no Pacaembu
Imagem: Rubens Cavallari/Folha Imagem/Folhapress

Questionado durante a coletiva da última quinta-feira (27), Cuca evitou reforçar a sua preferência pela Vila Belmiro. O assunto já foi discutido internamente, mas deve ganhar novos capítulos caso José Carlos Peres não sofra o impeachment em assembleia neste sábado (29).

“Eu não quero me envolver nisso. Nosso presidente sabe o que é bom para nós, sabe a opinião dos jogadores, a ideia da comissão técnica, e ele vai resolver o que é o melhor para o Santos”, disse.

O próximo compromisso do Santos no Campeonato Brasileiro é na Vila Belmiro: domingo, às 16h, contra o Atlético-PR, pela 27ª rodada. Jogo que já pode ter o vice Orlando Rollo na presidência do clube caso os sócios optem pelo impeachment de José Carlos Peres.

A questão política, aliás, também foi abordada na coletiva após o jogo contra o Vasco, em especial se o momento vivido pelo clube chega a influenciar os jogadores dentro de campo. E Cuca, ao contrário do que vinha dizendo nas últimas entrevistas, deu uma resposta diferente.

“Vamos ver domingo como a gente joga. Se influencia ou não a resposta tem que ser domingo. A gente blinda. Não posso culpar um mau resultado porque temos um problema político. O Vasco também tem isso e conseguiu fazer um bom jogo. Temos que ter uma regularidade. Hoje ela [vitória] não veio e eu vou buscar o porquê”, completou o treinador santista.

Futebol