PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Marcelo é alvo de críticas na Espanha após falha e 'atitude injustificável'

AP Photo/Miguel Morenatti
Imagem: AP Photo/Miguel Morenatti

Do UOL, em São Paulo (SP)

27/09/2018 04h00

Antes unânime e aclamado como um dos melhores laterais do mundo, Marcelo está em xeque na Espanha. Questionado por seguidas falhas neste início de temporada, ele foi apontado pela imprensa local como o pior em campo na derrota por 3 a 0 para o Sevilla, nesta quarta-feira (26), que impediu o Real Madrid de assumir a liderança do Campeonato Espanhol.

Os espaços deixados por Marcelo na marcação em seu setor ajudaram o adversário a marcar os três gols do triunfo com 38 minutos de jogo. No primeiro do Sevilla, ele errou uma tentativa de passe no meio de campo e não acompanhou o avanço de Jesus Navas, que cruzou rasteiro para André Silva abrir o placar. No terceiro, perdeu uma disputa pelo alto e a bola sobrou para Ben Yedder finalizar.

O lance do segundo gol, porém, gerou mais incômodo. Aos 20 minutos, Marcelo teve a chance de matar contra-ataque no campo do Sevilla, mas foi displicente ao tentar roubar a bola de Banega e levou o drible. Navas passou nas costas de Nacho e partiu em direção ao gol do Real. Muito lento ao tentar correr de volta para a defesa, o brasileiro ainda desacelerou o ritmo e apenas observou André Silva completar o rebote de Courtois para ampliar a vantagem.

Para Sergio Santos Chozas, do jornal espanhol "As", foi uma atuação para ser esquecida. "No segundo gol, a atitude dele foi injustificável: retardou a corrida e chegou tarde (a bola sobrou para André Silva na região onde ele deveria estar)", escreveu o jornalista na avaliação que fez dos jogadores do Real Madrid na partida.

Para o "Marca", o técnico do Sevilla, Pablo Marchín, "sabia o que já sabem quase todos os treinadores da primeira divisão (espanhola) e da Europa: atacar pela esquerda, aproveitando o baixo nível defensivo de Marcelo". "A contribuição ofensiva é enorme, mas as jogadas defensivas ruins são cada vez mais preocupantes", alerta a publicação.

O jornal de Madri também cita falhas do lateral-esquerdo na partida contra o Girona, no fim de agosto, pela segunda rodada do Espanhol. Marcelo também correu com lentidão no lance do gol adversário, que quase marcou o segundo explorando o lado esquerdo da defesa do Real. Irritado com a atuação, o técnico Julen Lopetegui o substituiu no segundo tempo.

Sobre o duelo com o Sevilla, o treinador do Real preferiu apontar falhas coletivas para justificar a primeira derrota do Real Madrid no campeonato - a equipe tem os mesmos 13 pontos do Barcelona, mas é vice-líder pelos critérios de desempate. "Em resumo, foi um jogo muito ruim para nós e muito bom para o Sevilla", avaliou Lopetegui, que poderá não contar com Marcelo no clássico diante do Atlético de Madri, neste sábado (29), devido a uma lesão muscular.

As críticas sobre o desempenho do Marcelo também foram constantes durante a Copa do Mundo da Rússia, especialmente em relação à condição física. Contra a Sérvia, pela fase de grupos, o lateral sentiu espasmos nas costas e deixou o jogo no segundo tempo. Ficou fora das oitavas de final, contra o México, e voltou a ser escalado como titular por Tite nas quartas, diante da Bélgica. O setor do defensor foi bastante explorado pelos europeus, que venceram por 2 a 1 e eliminaram o Brasil.

Revelado pelo Fluminense e na Europa desde 2007, Marcelo está com 30 anos e acumula 459 partidas com a camisa do Real, além de 33 gols marcados. Pelo quarto ano consecutivo, ele foi escolhido para compor a seleção da temporada segundo a Fifa na premiação The Best.

Futebol