PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Ex-presidente faz reunião por unidade no Flu, mas presidenciáveis faltam

Pedro Abad ao lado de Pedro Antonio - Divulgação/Fluminense
Pedro Abad ao lado de Pedro Antonio Imagem: Divulgação/Fluminense

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

25/09/2018 11h29

Com o Fluminense 'rachado' por diversas correntes políticas, um grupo de tricolores notáveis foi convidado a participar de uma reunião com o ex-presidente tricolor Francisco Horta.

O encontro da última segunda-feira (24) teve por objetivo tentar pacificar o ambiente e criar grupos de trabalho que produzam sugestões para a gestão de Pedro Abad. Apesar da adesão de alguns nomes, as ausências de Mario Bittencourt e Pedro Antonio, virtuais candidatos à presidência tricolor, não compareceram.

Ex-advogado do clube, Bittencourt alegou razões profissionais para a ausência, mas Ricardo Tenório, possível vice ou até cabeça de chapa ao lado de Mario, representou o grupo que também é integrado por Celso Barros, ex-presidente da Unimed. Em campanha eleitoral, Barros também não foi, assim como o ex-vice de finanças de Abad, Diogo Bueno.

Diversas listas temáticas circularam em uma sala da Santa Casa de Misericórdia, hospital do qual Horta é provedor. A proposta do encontro nasceu de uma ideia do conselheiro Luiz Fernando Moura.

Compareceram nomes como Júlio Bueno (candidato em 2010), Pedro Trengrouse (candidato no último pleito), Ayrton Xerez (ex-secretário de habitação do Rio) e Carlos Eugênio Lopes, advogado da CBF, e Alexey Dantas, representante da corrente Tricolor de Coração.

A ideia é que os encontros sejam feitos com alguma frequência e as eventuais propostas sejam encaminhadas à presidência do clube.

Futebol