PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Petraglia adia identidade visual do Atlético-PR e promete "impacto" em 2019

Esboço de possível nova identidade visual do Furacão vazou; Petraglia comentou em redes sociais - Reprodução
Esboço de possível nova identidade visual do Furacão vazou; Petraglia comentou em redes sociais Imagem: Reprodução

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL

24/09/2018 10h32

Ficou para 2019 a renovação da identidade visual do Atlético-PR, antes programada para o mês de setembro, segundo apurou o UOL Esporte. A notícia foi dada pelo presidente do Conselho Deliberativo do Furacão, Mario Celso Petraglia, que comentou o esboço vazado em suas redes sociais. “Mostramos alguns estudos para a mesa diretora, alguém não aguentou e postou”, comentou o dirigente.

Ele ainda disse que o esboço é “frio” e prometeu “grande inovação”. “Estamos trabalhando faz mais de 20 anos para nossa marca e identidade ser cada vez mais forte. Nossos projetos são de grande inovação, lançaremos para o ano de 2019”. Petraglia interagiu com torcedores e rebateu críticas de quem não aprova uma mudança na identidade visual do Atlético. “Para refrescar a memória de vocês, a mudança das listas (sic) em 88 e o símbolo em 95 fomos nós que lideramos o movimento. Temos uma bela história de 24 para cá, no entanto, o verdadeiro crescimento deu-se no final do século passado e nesse século... o melhor está por vir!”

MCP FB - Reprodução - Reprodução
Petraglia também falou sobre a torcida organizada
Imagem: Reprodução

Petraglia também respondeu a torcedores que o questionaram sobre o desacerto com a torcida organizada, que está proibida de entrar com seus adereços, salvo se aceitar uma mudança de alocação no estádio, remanejada para o setor onde estão se concentrando os visitantes que têm ido à Arena mesmo com a determinação de torcida única, ainda que sem vestuário do time que torcem.

“Baixamos os preços, liberamos adereços, bateria e bandeiras para o setor superior para facilitar a transferência deles, não aceitaram, querem mandar no clube!”, respondeu, “Logo nos obrigarão a medidas antipáticas, só xingam e vaiam nossos atletas! Nos dá vergonha, porém, mesmo torcendo contra tem que engolir a máxima ‘quem ganha jogo é jogador e não gritos das arquibancadas!’”, escreveu.

Futebol