PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Há 80 dias no Inter, jovem argentino não estreou e tem plano para 2019

Martín Sarrafiore treina sob olhar atento do técnico Odair Hellmann no Inter - Ricardo Duarte/Inter
Martín Sarrafiore treina sob olhar atento do técnico Odair Hellmann no Inter Imagem: Ricardo Duarte/Inter

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

19/09/2018 04h00

São 80 dias desde a apresentação de Martín Sarrafiore, de 21 anos, no Internacional. A promessa argentina, que chegou por meio de pré-contrato e gerou revolta em seu ex-time, de cara passou por um processo de adaptação. Já figura frequente nos treinamentos do time principal, ele foi relacionado para um jogo, ainda não estreou e é visto como plano para 2019.

Sarrafiore impressionou o Inter durante a Copa Ipiranga do ano passado. Defendia do Huracán, que foi até as semifinais da competição. O pequeno clube argentino, porém, não tomou o devido cuidado com sua principal joia. Em fim de contrato, o armador foi procurado pelo Inter e acertou pré-contrato para julho deste ano.

Irritada com a postura do jogador, que não quis renovar no país vizinho e saiu sem gerar lucro, sua equipe o relegou ao time B e está buscando na Fifa indenização pelo acordo. O Inter, por sua vez, se dispõe a pagar apenas o mecanismo de solidariedade pela formação do atleta.

No Inter, Sarrafiore encontrou uma realidade diferente. Alçado à condição de promessa, já desperta a curiosidade e o interesse de muitos torcedores. É reconhecido pelas ruas, tira fotos e dá autógrafos a fãs saindo do CT Parque Gigante após cada treino.

Ele não foi relegado ao time Sub-23 para trabalhos. Sempre está nas atividades do principal completando treinamentos técnicos e táticos e participando de coletivos. Adaptado, já recebeu sua família algumas vezes e a namorada também, mas mora sozinho em Porto Alegre.

Mas jogos ainda não aconteceram. Mesmo com a suspensão de Paolo Guerrero, que impediu o Inter de atingir o limite de estrangeiros autorizado pelo regulamento do futebol brasileiro, Sarrafiore não recebeu oportunidades.

Ele foi relacionado apenas uma vez, para o duelo com o Bahia, e permaneceu no banco de reservas o tempo inteiro.

No entanto, já atua com frequência na equipe B. Esteve em campo, por exemplo, na segunda-feira, no Couto Pereira no empate em 1 a 1 com o Coritiba. Foi titular do time, substituído durante o jogo.

Pelo Brasileiro de Aspirantes ele tem quatro jogos, um total de 277 minutos, e não marcou gols. Já na Taça Wianey Carlet, restrita aos times do Rio Grande do Sul no segundo semestre, ele marcou duas vezes, ambas contra o Ypiranga.

Plano para o ano que vem

O Internacional tem um programa para seguir com Sarrafiore. Como nunca disputou uma partida em times principais na carreira, o jovem é preparado para não sentir as diferenças quando surgir a oportunidade. Por isso, passa por um processo que vai desde o ganho físico até o crescimento tático e técnico.

A ideia do Colorado é utilizá-lo paulatinamente a partir do Campeonato Gaúcho do ano que vem. Será na competição estadual que o gringo ganhará mais minutos, até pela perspectiva de concomitância com a disputa da Libertadores, caso o Inter confirme classificação.

O Internacional se reapresenta nesta quarta-feira. No domingo, o adversário será o Corinthians. Com 49 pontos, o time gaúcho é vice-líder do Brasileiro. 

Futebol