PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Tuchel rechaça título europeu como obrigação: "O PSG não me disse isso"

Paul ELLIS / AFP
Imagem: Paul ELLIS / AFP

Caio Carrieri

Colaboração para o UOL, em Liverpool (ING)

17/09/2018 17h43

Aposta do Paris Saint-Germain no plano para mudar o patamar do clube no futebol europeu, o técnico Thomas Tuchel rechaçou qualquer obrigatoriedade de título na Liga dos Campeões. Na véspera da estreia, que acontece nesta terça-feira (18), diante do Liverpool, em Anfield, às 16h de Brasília, o treinador alemão tentou aliviar a pressão nos seus jogadores por conta do alto investimento do PSG em reforços nos últimos anos.

“Ninguém me disse que eu teria de ser campeão. Se tivessem me cobrado isso, eu não teria assinado contrato, porque não é dessa maneira que vejo o futebol. É sobre como nós jogamos”, disse o sucessor do espanhol Unai Emery, hoje no Arsenal. “Se nos julgarmos apenas pelo maior objetivo possível no futebol europeu, a chance de haver uma decepção é enorme. Por que faríamos isso?”.

“Podemos discutir favoritismo por horas e horas, mas isso não coloca ninguém mais perto do título. Não faz sentido falar de algo que vai acontecer só no próximo ano, porque nós estamos em um grupo muito complicado. Gostamos do desafio, mas não há nenhum outro caminho que não seja ir passo a passo”, acrescentou o comandante.

Tuchel adotou o tom de mistério e evitou antecipar qualquer detalhe sobre a escalação e formação da equipe. Com Marco Verratti suspenso, o experiente Lassana Diarra surge como opção para o setor. Contratado da Juventus, Gianluigi Buffon cumpre suspensão, e Alphonse Aréola deve permanecer no gol.

“Se eu contar os planos do meu time, deixo o jogo mais fácil para o Liverpool", disse. "Precisamos do melhor desempenho com e sem a bola, sabendo que é muito difícil se sentir confortável contra um time de (Jürgen) Klopp e também em Anfield. Temos um adversário muito perigoso pela frente”, enfatizou sobre o último vice-campeão do torneio. “O Liverpool tem experiência na competição, já venceu cinco vezes e sabe lidar com tudo o que cerca o torneio. Por isso, somos meros desafiadores e não favoritos ao título da Liga dos Campeões”.

Além de Liverpool e PSG, o Grupo C tem o italiano Napoli e o Estrela Vermelha, da Sérvia, como demais integrantes.

Futebol