PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Grêmio vê melhora, mas não crava volta de Douglas antes de recesso da Copa

Douglas voltou a treinar com o grupo de jogadores em maio e está se recuperando - Lucas Uebel/Grêmio
Douglas voltou a treinar com o grupo de jogadores em maio e está se recuperando Imagem: Lucas Uebel/Grêmio

Do UOL, em Porto Alegre

24/05/2018 15h51

O Grêmio nota evoluções na recuperação do meia Douglas, de 36 anos. Parado desde fevereiro do ano passado, o meia passou por duas cirurgias no joelho esquerdo e não tem garantia de retorno aos gramados antes do recesso para Copa do Mundo.

A rotina do camisa 10 é, desde a lesão, de idas e vindas. Foram duas cirurgias, a primeira no início de 2017, reconstruiu os ligamentos rompidos em uma jogada com o meia-atacante Tilica durante treinamento. A segunda, em outubro do ano passado, ocorreu em razão do rompimento do enxerto utilizado na primeira operação. Sua última partida oficial ocorreu em 5 de fevereiro de 2017, contra o Caxias pelo Gauchão.

Neste ano, o departamento médico liberou o jogador para os treinamentos de campo no fim de março. Em abril ele começou uma espécie de pré-temporada fora de época com a preparação física. Perdeu peso e já participa de treinamentos com bola normalmente.

Mas o técnico Renato Gaúcho prega cautela. O comandante acredita que o quadro de recuperação tem evoluído, mas não pretende apressar o processo de reintegração do 'Maestro'.

"O Douglas é aquilo que falo… Converso com ele quase diariamente, ele emagreceu bastante e a cada dia que passa ele tem treinado mais, aperfeiçoado mais. Agora ele vai para outro tipoo de treino. Daqui a pouco vamos soltar ele em jogo-treino. Quando ele passar confiança, vamos começar a usar o Douglas. Ele é uma peça importante. Se não, ele vai ter mais um tempo na Copa do Mundo para trabalhar e ficar pronto", declarou o treinador.

Portanto, não há garantia de regresso antes do recesso para Copa do Mundo. Pode ser na parada que ele conquiste o melhor ritmo e possa voltar a defender o Tricolor.

Douglas tem contrato até o fim deste ano e está parado há mais de um ano e três meses.

Futebol