PUBLICIDADE
Topo

Futebol

São Paulo é condenado a pagar R$ 20 mi por caso Ricardinho; clube contesta

Meia Ricardinho atuou no São Paulo em 2002, mas saiu em baixa, dois anos depois - Jorge Araujo/Folha Imagem
Meia Ricardinho atuou no São Paulo em 2002, mas saiu em baixa, dois anos depois Imagem: Jorge Araujo/Folha Imagem

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

23/05/2018 04h00

O São Paulo foi condenado a pagar uma dívida de aproximadamente R$ 20 milhões para investidores que participaram da contratação de Ricardinho, em 2002. Por três votos a dois, os ministros da Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) deram parecer contrário ao clube nesta terça-feira (22). O Tricolor, no entanto, vai recorrer do caso no Supremo Tribunal Federal (STF), sendo que ainda cabem embargos no STJ. O caso já havia sido julgado em outras instâncias - com vitória dos investidores na primeira e do São Paulo na segunda.

Na época da contratação do jogador, o clube recebeu R$ 2.125.000,00 das empresas RES Empreendimentos e Participações Ltda. e da Time Traveller Turismo e Empreedimentos Ltda. para fechar a transferência de Ricardinho. Em contrapartida, as firmas ficariam com 35% dos direitos do atleta. Em 2004, porém, o ex-jogador e o clube abriram mão de seus direitos para assinar a rescisão.

Para ler esta notícia na íntegra, além de outras novidades dos bastidores da bola, leia a coluna De Primeira.

Futebol