PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Wenger diz ter recusado três ofertas do Real durante passagem pelo Arsenal

Técnico deixa o Arsenal ao fim da temporada após 22 anos - Tony O"Brien/Reuters
Técnico deixa o Arsenal ao fim da temporada após 22 anos Imagem: Tony O'Brien/Reuters

Do UOL, em São Paulo

22/05/2018 14h49

De saída do Arsenal no fim da temporada, o técnico Arsène Wenger ainda não sabe qual será seu destino. Mas sabe que poderia ter sido o Real Madrid nos últimos anos.

Em entrevista à rede de TV BeIN Sports, o francês disse ter sido procurado pelo Real em três ocasiões durante sua passagem de 22 anos pelo Arsenal. Nas três, porém, preferiu seguir no clube londrino.

“Recusei três propostas do Real Madrid. É um dos clubes que todo mundo adora quando é criança”, disse Wenger. “Em todas as ocasiões, senti que as condições para sair não eram as ideiais, já que o Arsenal atravessa um período difícil”, acrescentou.

O período ao qual Wenger se refere foi a construção do Emirates Stadium, entre 2004 e 2006. Após assumir o estádio, o clube passou a vivenciar um ciclo financeiro mais delicado, ao mesmo tempo em que rivais como Chelsea e Manchester City recebiam volumosos investimentos estrangeiros.

O treinador ainda afirmou ter recebido convites para assumir a seleção da Inglaterra. Embora não tenha deixado claro as datas, disse que preferiu permanecer no clube londrino.

“Recusei dois convites da seleção da Inglaterra. Não estava pronto para deixar o trabalho diário em campo. Disse várias vezes que a seleção inglesa deve ser comandada por um técnico inglês. É um país com uma grande cultura futebolística e com treinadores de qualidade, não seria correto aceitar”, alegou.

Com destino incerto, Arsène Wenger já foi cotado para assumir o Paris Saint-Germain – que, no entanto, será comandado por Thomas Tuchel na próxima temporada. Seu nome é cogitado em times de Espanha, França e China, além de ter sido especulado na seleção francesa.

Futebol