PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Inter acumula segunda eliminação em um mês e desafio é evitar abalo

D"Alessandro, vice de futebol e presidente do Inter falaram após eliminação na Bahia - Ricardo Duarte/Divulgação SC Internacional
D'Alessandro, vice de futebol e presidente do Inter falaram após eliminação na Bahia Imagem: Ricardo Duarte/Divulgação SC Internacional

Do UOL, em Porto Alegre

20/04/2018 07h34

Duas eliminações em menos de um mês e a longa caminhada no Brasileirão pela frente com grupo ainda em formação. Depois de cair para o Vitória na Copa do Brasil, o Internacional entende que a principal missão é não deixar o moral ser afetado. Na visão do Colorado, o plano de jogo e projeto para a temporada segue firme. E o risco é se abalar e sair dos trilhos.

Antes de perder em Salvador, no tempo normal e nos pênaltis, o Inter foi eliminado no Campeonato Gaúcho. Caiu nas quartas de final para o rival Grêmio.

Os dois resultados irritaram a torcida e suscitaram críticas ao trabalho de Odair Hellmann e departamento de futebol. Nos corredores do Beira-Rio, contudo, o técnico segue com bom cartaz e o planejamento para o ano ainda é visto como capaz.

Entre a queda para o Grêmio e a nova eliminação, o Inter venceu o Bahia e foi elogiado. A estreia no Campeonato Brasileiro deu fôlego, mas o revés na Copa do Brasil fez acabar boa parte do oxigênio no cilindro.

Em reação quase automática, o Internacional adotou a linha de um discurso que pede cabeça no lugar e volta por cima. Reação rápida e generalizada que tenta espantar a instabilidade.

"Passei por muitos momentos aqui no clube. Esse momento faz parte do futebol. Temos que ser conscientes do grupo que temos, dos nossos objetivos", disse D'Alessandro. "Não é se apequenar, mas temos que saber o momento que estamos. Ainda estão chegando jogadores novos, ainda temos que nos consolidar como grupo e no campo. Fizemos bons jogos, fizemos sim. Mas não conseguimos ter regularidade que precisamos como time. Isso a gente vai encontrar com os jogos", completou depois.

O Internacional volta a jogar no domingo (22), às 16h (horário de Brasília), contra o Palmeiras em São Paulo, pelo Brasileirão. A delegação do Colorado sai de Salvador direto para a capital paulista.

Futebol