PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Sassá e mais dinheiro. Cruzeiro e Grêmio fecham negócio por Edilson

Lateral direito recebeu proposta com dobro do salário e vai trocar Grêmio pelo Cruzeiro - Lucas Uebel/Grêmio
Lateral direito recebeu proposta com dobro do salário e vai trocar Grêmio pelo Cruzeiro Imagem: Lucas Uebel/Grêmio

Jeremias Wernek e Thiago Fernandes

Do UOL, em Porto Alegre e Belo Horizonte

29/12/2017 19h14Atualizada em 30/12/2017 12h05

Grêmio e Cruzeiro chegaram a um acordo por Edilson, 31 anos. Para ceder o lateral direito ao clube mineiro, o Tricolor receberá uma compensação financeira e mais Sassá por empréstimo. O acerto foi finalizado nesta sexta-feira (29) depois de longa negociação com recusa de opções oferecidas pelo time de Belo Horizonte nos últimos dias.

Sassá chega ao Grêmio com empréstimo e salários pagos pelo Cruzeiro. Mais um atleta ainda pode ser inserido no acordo.

O UOL Esporte já havia mostrado que o nome do atacante, ex-Botafogo, apareceu em uma atualização da lista de opções apresentadas pelo Cruzeiro para conseguir acerto com o Grêmio. O Tricolor topou o negócio por empréstimo e ainda exigiu mais uma compensação à vista. De cerca de R$ 4 milhões.

Edilson estava acertado há tempos com o Cruzeiro e na Toca da Raposa receberá o dobro do salário. Mas como o lateral direito tinha vínculo junto ao Grêmio até maio de 2019, dependia de liberação do Tricolor.

Titular no título da Libertadores, Edilson chegou ao Grêmio na metade de 2016 após deixar o Corinthians. Se tornou rapidamente um dos líderes do vestiário e terminou a temporada atual valorizado. No início da negociação, o Tricolor chegou a dizer que não queria liberar o atleta, mas acabou cedendo diante da vontade do próprio e das ofertas do Cruzeiro.

Futebol