PUBLICIDADE
Topo

Futebol

São Paulo trabalha contra cláusula que pode fazer Hernanes sair em janeiro

Hernanes voltou ao São Paulo em julho emprestado por clube chinês - Rubens Chiri/saopaulofc.net
Hernanes voltou ao São Paulo em julho emprestado por clube chinês Imagem: Rubens Chiri/saopaulofc.net

Bruno Grossi

Do UOL, em São Paulo (SP)

29/12/2017 15h49

Uma entrevista do coordenador de futebol Ricardo Rocha ao SporTV deixou a torcida do São Paulo ressabiada. O ex-zagueiro afirmou, nesta sexta-feira, que o Hebei China Fortune tenta a volta imediata de Hernanes, em vez de esperar o fim do contrato de empréstimo em 30 de junho de 2018. Por isso, o diretor-executivo Raí tem como prioridade resolver o caso.

Essa posição dos chineses não é simplesmente baseada em vontade. O clube oriental conseguiu impor uma cláusula no contrato com o Tricolor, fechado em julho de 2017. Inicialmente, os asiáticos queriam aceitar apenas um empréstimo de seis meses. Os paulistas insistiram, conseguiram ampliar o prazo para um ano, mas a pressa para fechar o negócio com a janela prestes a fechar e a pressão do Hebei contribuíram para que a cláusula de retorno antecipado fosse inserida.

O São Paulo considera ter conseguido extrair o melhor possível nas tratativas, já que o tempo era curto, não foi preciso investir na contratação e os salários são bancados na maior parte pelos chineses - o Tricolor só arca com 20% dos vencimentos. Agora, o clube acelera os movimentos para ter Hernanes em definitivo, algo tratado como complicado pelo próprio jogador.

Já para segurá-lo até junho o otimismo é maior. Como o Profeta quer seguir no radar de Tite por uma vaga na Copa do Mundo de 2018 com a seleção brasileira, voltar à China poderia ser um empecilho. Ricardo Rocha, na mesma entrevista, assegurou que Hernanes deseja continuar no Morumbi.

Futebol