PUBLICIDADE
Topo

Bahia e Corinthians se reúnem e deixam troca por lateral mais perto do fim

Juninho Capixaba é desejo do Corinthians para a temporada 2018 - Marcelo Malaquias/EC Bahia
Juninho Capixaba é desejo do Corinthians para a temporada 2018 Imagem: Marcelo Malaquias/EC Bahia

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

19/12/2017 14h29

Uma reunião com Guilherme Bellintani e Diego Cerri, respectivamente presidente e diretor de futebol do Bahia, deixou o Corinthians mais próximo da contratação do lateral esquerdo Juninho Capixaba. O encontro ocorreu na manhã desta terça-feira (19), em São Paulo, e também contou com a presença do gerente corintiano Alessandro Nunes.

As partes consideram que as tratativas evoluíram a ponto de a transferência do lateral de 20 anos ser considerada como algo próximo da conclusão. Restam detalhes para o negócio ser fechado, como o acerto com jogadores corintianos que devem ser envolvidos na operação.

Por sua principal revelação em 2017, o Bahia receberá algo em torno de 1,5 milhão de euros (R$ 5,8 milhões) e ainda irá manter 30% de direitos econômicos para uma futura transferência de Juninho Capixaba.

Além disso, as partes discutem em torno de quatro atletas, mas no máximo três deles devem se mudar para o Bahia: o goleiro Douglas, o lateral Moisés, o meia-atacante Marlone e o atacante Mendoza.

Entre todos, aquele que tem mais possibilidade de mudança é o colombiano. Cedido ao Bahia na temporada que se encerrou, Mendoza teve boas apresentações, mas não está nos planos de Fábio Carille. Caso o atacante dê 'ok', os clubes acertarão a mudança que envolve a transferência dos direitos federativos do atleta. O vínculo entre Corinthians e Mendoza se encerrará no fim de 2018.

Para o Bahia, mais importante que o atacante é contar com Douglas em seu gol no próximo ano. O Corinthians, até a última semana, se mostrava resistente em envolver, nesta operação, o goleiro que defendeu o Avaí recentemente. A ideia da comissão é que ele seja o reserva imediato de Cássio, mas a direção do Bahia deixou claro que essa era a principal prioridade no negócio, se possível em definitivo.

Moisés e Marlone também são nomes discutidos na operação, que ainda não tem todos os detalhes definidos. O lateral interessa ao Bahia porque supriria a saída de Juninho Capixaba e retornaria ao clube em que foi destaque pela Série B 2016. Cedido ao Atlético-MG neste ano, Marlone não conseguiu atuar regularmente e também agradou à direção baiana.

Futebol