PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Quem vai herdar a 5 de Lugano? Veja outras camisas vagas no SP para 2018

Camisa 5, vinculada ao ídolo uruguaio, estará disponível na próxima temporada - Rubens Chiri/saopaulofc.net
Camisa 5, vinculada ao ídolo uruguaio, estará disponível na próxima temporada Imagem: Rubens Chiri/saopaulofc.net

Bruno Grossi

Do UOL, em São Paulo (SP)

17/12/2017 04h00

Depois de duas temporadas, Diego Lugano não fará mais parte do elenco do São Paulo em 2018 e virou até protagonista de documentário produzido pelo Tricolor. E além do vazio no elenco e na torcida pela ausência do ídolo, a saída do uruguaio deixou sem dono uma das camisas mais emblemáticas do clube. O número 5, tão identificado com o zagueiro campeão da Libertadores e do mundo, estará disponível para o próximo ano.

A disputa pela camisa deve ficar entre os zagueiros e volantes do grupo. Robert Arboleda, que usou a 4 em 2017, tinha o hábito de vestir justamente a 5 em seus clubes anteriores e até na seleção do Equador e é fã incondicional de Lugano. Petros, outro querido pelos torcedores, tem a 6, normalmente destinada aos laterais, e também pode concorrer à herança de Lugano.

O último jogador a usar a 5 antes do uruguaio foi o volante Souza, entre o segundo semestre de 2014 e o primeiro de 2015, quando foi vendido ao Fenerbahçe, da Turquia. O jogador chegou em janeiro de 2014 com a 8, que foi cedida a Kaká meses depois. Antes de Souza, a 5 foi do também volante Wellington, hoje emprestado ao Vasco.

Normalmente, a comissão técnica do Tricolor define a numeração do elenco durante a pré-temporada. Jogadores pedem para trocar de camisa por superstição ou gosto de outros atletas que são contratados. Em alguns casos, o próprio clube escolhe números especiais, normalmente usados por titulares, para presentear quem se destacou no ano anterior. Também é comum evitar uma certa transferência de responsabilidades. Por exemplo: a 10, que era usada por Paulo Henrique Ganso, ficou um semestre vazia e só foi passada a Cueva quando o peruano já estava mais adaptado e consolidado no time. 

Além da número 5, o ano termina com uma lista grande de camisas disponíveis. Das consideradas titulares, a número 1 fica livre com o fim do contrato do goleiro Denis, no fim deste mês, e a 8 já estava disponível desde que Cícero rescindiu e acertou com o Grêmio, mas agora foi entregue a Jucilei. Sidão, hoje o 12, e Jean, que pode ser comprado do Bahia, disputarão a camisa do goleiro.

Ao longo da temporada também ficaram livres por saídas de jogadores a 26 de Douglas, a 27 de Maicon e a 31 de Luiz Araújo, posteriormente usada por Liziero. Também por fim de contrato, Gilberto deixou a 17, Denilson, a 41 e Marcinho, a 39. Léo Natel, emprestado ao Fortaleza a pedido de Rogério Ceni, usou a 37 na única vez em que esteve em campo. Wellington Nem terá o empréstimo encerrado em dezembro e liberará a 21.

As camisas 14 e a 29 foram abandonadas, respectivamente, por Lucas Pratto e Lucas Fernandes, que passaram a usar a 9 e a 11 no segundo semestre. Os números antigos da dupla chegaram a ser entregues nas rodadas finais do Campeonato Brasileiro aos garotos Igor Gomes e Bissoli, mas ficam vagos para 2018. 

Veja a numeração das camisas no elenco do São Paulo:

1 - vazia
2 - Bruno
3 - Rodrigo Caio
4 - Arboleda
5 - vazia
6 - Petros
7 - Maicosuel
8 - vazia
9 - Pratto
10 - Cueva
11 - Lucas Fernandes
12 - Sidão
13 - Militão
14 - vazia
15 - Hernanes
16 - Edimar
17 - vazia
18 - Buffarini
19 - Thomaz
20 - Shaylon
21 - vazia
22 - Júnior Tavares
23 - Marcos Guilherme
24 - Lucas Perri
25 - Jucilei
26 - vazia
27 - vazia
28 - Araruna
29 - vazia
30 - Renan Ribeiro
31 - vazia
32 - Aderllan
33 - Gómez
34 - Bruno Alves
35 - Brenner
36 - vazia
37 - vazia
38 - Morato

Esporte