PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Após tumultos, Flamengo cancela plano que dava benefícios a organizadas

AP Photo/Silvia Izquierdo
Imagem: AP Photo/Silvia Izquierdo

Do UOL, em São Paulo

17/12/2017 21h48

Em nota oficial publicada na noite deste domingo (17), o Flamengo confirmou a extinção do plano sócio-torcedor corporativo. A medida é uma reação aos episódios de violência, na última quarta-feira (13), no Maracanã, além da recente detenção de funcionários e líderes de torcidas organizadas. Segundo reportagem exibida pela TV Globo neste domingo, 8 mil torcedores sem ingresso invadiram o estádio (ver mais abaixo). 

Conforme mostrou o UOL Esporte, o plano corporativo permitia facilidades para as torcidas organizadas do Flamengo na aquisição de ingressos. O assunto foi amplamente abordado em reportagem no mês de junho. Integrantes das facções Raça Rubro-Negra, Fla Manguaça e Urubuzada tinham 800 ingressos, ao menos, assegurados por menor preço - a mensalidade era de R$ 10 - e prioridade na fila por espaços. 

Abaixo, confira a nota oficial emitida pelo Flamengo:

O Clube de Regatas do Flamengo, mais uma vez, após os incidentes da última quarta-feira (13.12), vem a público prestar esclarecimentos e comunicar ao seu torcedor que:

- Se viu consternado com todas as ocorrências e lamenta profundamente o constrangimento e os atos de violência que todos os torcedores e profissionais presentes no Maracanã possam ter sofrido;

- O Flamengo, como clube mais popular do Brasil, segue trabalhando para que esses incidentes não se repitam. Muito embora parte dos transtornos tenha sido causada por torcedores sem ingressos, o Clube optou por encerrar o plano de sócio-torcedor corporativo, por entender que as organizações filiadas infringiram o Termo de Ajustamento de Conduta do Ministério Público e os Termos de Serviço do contrato com o Clube. Vale ressaltar que os ingressos referentes ao plano jamais foram doados e sempre foram vendidos com os preços divulgados em nossos canais oficiais. Em relação às supostas atividades criminosas de algumas dessas organizações, o Flamengo está à inteira disposição do poder público para auxiliar no esclarecimento das mesmas;

- Por fim, o Flamengo reconhece que desde o recrudescimento da violência nos estádios, as autoridade policiais do Estado do Rio de Janeiro têm atuado da melhor maneira possível, apesar de terem que conviver com situações adversas. O Flamengo, como sempre, está à disposição para trabalhar junto com as autoridades de segurança estaduais em busca de uma forma de melhor lidar com essa situação.

Reportagem mostra invasão de 8 mil torcedores do Flamengo

De acordo com reportagem mostrada pelo Fantástico, na TV Globo, um total de 8 mil pessoais invadiram o Maracanã na finalíssima da Copa Sul-Americana.

Ainda segundo a matéria, a invasão a setores do estádio foi orquestrada por morteiros, por volta das 21h. A partir disso, segundo mensagem de organizados, todos estavam prontos para invadir o Maracanã.

Entretanto, de acordo com imagens das câmeras internas do Maracanã obtidas pela reportagem, já às 20h19 houve invasões no setor Norte. Situação similar ocorreu no Setor Leste.

Futebol