PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Com o pé no Barça, Mina teve puxão de orelha na reta final do Brasileiro

Lesionado, Mina deve retornar apenas em novembro - Antônio Cícero/Photopress/Estadão Conteúdo
Lesionado, Mina deve retornar apenas em novembro Imagem: Antônio Cícero/Photopress/Estadão Conteúdo

Danilo Lavieri

Do UOL, em São Paulo

15/12/2017 04h00

Considerado um dos melhores zagueiros do país em 2016, Yerri Mina não teve um 2017 memorável. Atrapalhado por lesões e pela queda de desempenho do Palmeiras, o zagueiro levou um “puxão de orelha” da comissão técnica na reta final desta temporada.

O diagnóstico foi que o atleta não conseguiu recuperar seu bom futebol após a operação que sofreu no pé em agosto. De lá para cá, ele foi titular em quatro partidas, sendo três derrotas e apenas uma vitória, com oito gols sofridos.

Apesar das poucas oportunidades, Mina também foi cobrado pelo desempenho mostrado nas atividades na Academia de Futebol. O termo utilizado na reunião entre comissão e jogador foi o pedido por “uma resposta às mudanças táticas”.

Em alta ou em baixa, Mina deve jogar no Barcelona no meio do ano. Ele tem um acordo encaminhado para jogar pelo time espanhol após a Copa do Mundo da Rússia, no meio do ano que vem.

A imprensa espanhola noticia quase que diariamente a possibilidade de o time catalão tentar adiantar o acerto para janeiro, para que o colombiano substitua Mascherano, que pode ir para a China.

O estafe de Mina tem procurado o Barcelona em busca de garantias de que o acordo será efetivado e ameaça os catalães com outras propostas de times como Sampdoria e Borussia Dortmund.

Por outro lado, a diretoria palmeirense mantém a mesma postura desde o início. Caso o acordo seja antecipado, os termos precisarão ser renegociados. Alexandre Mattos e companhia também tratam como especulações as notícias de outros europeus interessados.

Futebol